Mensagem de Mandela abre tributo a Jackson

O tributo começou pouco antes das 10H15 locais, depois de o corpo ter sido velado pela família

Redação com agências internacionais |

A homenagem pública a Michael Jackson começou na manhã desta terça-feira, hora local, no Staples Center de Los Angeles, com a leitura de mensagem enviada pelo líder sul-africano Nelson Mandela: "Michael foi um gigante e uma lenda na indústria musical. Pranteamos sua morte junto com milhões de admiradores em todo o mundo".

"Tínhamos grande admiração por seu talento e isso o fez superar a tragédia em várias ocasiões de sua vida. Minha esposa e eu, nossa família, nossos amigos, enviam suas condolências neste momento de luto. Sejam fortes, Nelson Mandela". O texto foi lido pelo cantor Smokey Robinson, que também deu voz a uma mensagem de Diana Ross.

No telão estavam reproduzidos os dizeres: "Emocionada lembrança de Michael Jackson, Rei do Pop. 1958-2009".

O tributo começou pouco antes das 10H15 locais (17H15 GMT), depois de o corpo ter sido velado pela família no cemitério de Forest Lawn nas colinas de Hollywood. O caixão com o corpo do cantor americano Michael Jackson chegou ao local minutos antes do início da funeral público, às 9h50 (13h50 de Brasília). O traslado do corpo foi feito num carro fúnebre. Durante todo o trajeto, o veículo foi escoltado pela Polícia.

A leitura da mensagem foi seguida por uma apresentação emocionada de Mariah Carey. Em um dueto com o cantor Trey Lorenz, Carey interpretou "I'll Be There", sucesso do Jackson 5 em 1970.

    Leia tudo sobre: michael jacksonmichael jackson morte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG