Fearless Love, novo álbum da cantora, demonstra retomada criativa" / Fearless Love, novo álbum da cantora, demonstra retomada criativa" /

Melissa Etheridge lembra clássicos do rock

Fearless Love, novo álbum da cantora, demonstra retomada criativa

Reuters |

Melissa Etheridge mal contém um palavrão ao examinar o ambiente desconhecido. A roqueira de 48 anos está sentada em um trailer nos bastidores de "Dancing with the Stars", um concurso de dança da TV, assistido por praticamente todo mundo nos EUA – menos por ela.

Getty Images
Melissa Etheridge: "As pessoas crescem"
Etheridge, que está divulgando seu décimo álbum, Fearless Love , acaba de ensaiar a canção que ela irá apresentar ao vivo no programa em alguns dias. "Eu me sinto entrando na barriga da fera aqui", disse ela, com um riso resignado.

Na casa da cantora, na zona noroeste de Los Angeles, seus quatro filhos só podem assistir TV e ligar o computador nos fins de semana, e mesmo assim com condições. "Eles (assistem pelo site) TiVo (ao programa de calouros) 'American Idol'... Nada de comerciais, esse troço é ruim."

Etheridge vê "Dancing with the Stars" como exemplo "desta hipnose à qual nossa mídia nos submete." "É para isso que ligamos, quem foi chutado para fora de 'Dancing with the Stars'?"

Mas ela também entende que o programa fala de perto a milhões de americanos que apreciam os variados dotes artísticos apresentados. E, naturalmente, tendo 20 milhões de espectadores nos EUA, a atração é uma vitrine invejável para astros da música, num momento em que o declínio da indústria fonográfica já dura uma década e não dá sinais de terminar.

Embora sua vida pessoal também esteja em baixa – ela acaba de se separar da namorada com quem passou quase nove anos –, a carreira vai bem, obrigado.

Influências clássicas

Após patinar na maior parte da década passada, Etheridge viveu uma retomada criativa em seu álbum anterior, The Awakening , que chegou a ocupar o 13º lugar na parada pop dos EUA em 2007, apesar de não ter um hit para as rádios.

Fearless Love , lançado nesta semana, é uma espécie de homenagem aos clássicos do rock – a artistas como The Who, Led Zeppelin, Peter Gabriel e Bruce Springsteen. As músicas falam de medo e amor (o título do álbum significa "Amor Sem Medo"), e das escolhas que as pessoas fazem entre ambos.

Os fãs irão inevitavelmente buscar pistas do seu rompimento com Tammy Lynn Michaels, uma atriz 13 anos mais nova que ela. Mas Etheridge diz escrever num nível quase subconsciente, e muitas vezes só bem mais tarde percebe que suas músicas estão ligadas a fatos que ela não estava preparada para encarar no momento.

A separação foi anunciada publicamente há menos de duas semanas, e ela não quis entrar em detalhes, mas negou que tenha gradativamente se afastado de Michaels, como sugeriu um tabloide. "Não foi tão simples", disse ela. "As pessoas crescem. O crescimento acontece. Se você perguntar a ela vai ouvir uma história completamente diferente do que se perguntar a mim."

    Leia tudo sobre: Melissa Etheridge

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG