Médico de Jackson é oficialmente investigado

A investigação por homicídio foi registrada na polícia de Los Angeles

Redação iG Música |

O médico de Michael Jackson, Conrad Murray, passou oficialmente nesta quinta-feira a ser considerado suspeito de assassinar o astro pop. A investigação por homicídio foi registrada na polícia de Los Angeles um dia depois de uma busca minuciosa ter sido realizada pela polícia no consultório de Murray no Texas, informa o jornal LA Times.

Documentos sobre a revista no consultório afirmam que a polícia procurava itens que poderiam ser usados como evidência de assassinato. Esses registros constituem a primeira confirmação pública de que a polícia considera o médico de Michael Jackson uma figura chave nas investigações.

A busca na clínica de Murray foi feita em conjunto pelo polícia local, oficiais da agência de combate a drogas e representantes de Los Angeles e teria recolhido receitas e arquivos médicos de Jackson.

"Eu não sei o que eles procuram e não saberia dizer como as coisas que eles levaram estariam ligadas à morte de Michael Jackson", declarou o advogado de Murray. Um computador e diversas amostras de medicamentos também foram levados pelo polícia.

O resultado da autópsia de Jackson está previsto para ser divulgado na próxima semana.

    Leia tudo sobre: michael jacksonmichael jackson morte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG