Médico de Jackson deve ir a tribunal amanhã

Conrad Murray deve ser acusado formalmente amanhã pela morte do cantor

Agência Estado |

Mais de sete meses após a morte de Michael Jackson, o médico do cantor, Conrad Murray, deve ser acusado formalmente amanhã, segundo uma pessoa familiarizada com o caso que falou sob condição de anonimato. Murray deve comparecer a um tribunal de Los Angeles para ouvir a acusação.

A fonte não revelou qual será a possível acusação contra o médico. Duas fontes do setor de segurança, porém, disseram que os promotores pretendem acusar Murray por homicídio culposo (sem intenção de matar). Esses funcionários também pediram anonimato.

Jackson morreu em 25 de junho, aos 50 anos, em uma mansão no oeste de Los Angeles. A polícia investiga o médico desde então. Murray disse que ministrou uma poderosa dose de anestésico e outros sedativos, para combater a insônia do paciente. O cantor morreu pouco depois, e desde então os investigadores buscam provas para mostrar que o médico foi negligente na administração das drogas. Murray afirma que nada do que deu a Jackson pode ter matado o artista.

    Leia tudo sobre: michael jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG