Marcelo Yuka é agredido durante tentativa de assalto

Ex-baterista do grupo O Rappa foi agredido por homens armados no último sábado

Da Redação do Último Segundo |

O músico Marcelo Fontes do Nascimento, o Marcelo Yuka, ex-baterista da banda O Rappa, foi agredido por homens armados na manhã de sábado, na Rua Uruguai, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. A violência aconteceu a menos de um quilômetro de onde Yuka foi baleado em 2000 e ficou paraplégico.

Segundo entrevista dada pelo músico ao Jornal O Globo, na manhã de sábado, ele parou o carro em uma padaria e pediu para o seu motorista comprar um jornal. Quando estava sozinho em sua Cherokee, adaptada, foi abordado por dois homens. Eles tentaram me tirar do carro, falei que não andava e mostrei o adesivo (de deficiente), conta.

Mesmo assim, segundo Yuka, os assaltantes o agrediram com socos e pontapés e o empurraram para fora do veículo. Tive escoriações leves. Eu caí, mas a perna ficou presa no carro, afirma. "Depois, eles conseguiram jogar a perna para fora e ela ficou embaixo da roda. Pensei: 'consegui escapar de ser arrastado, mas o carro vai passar por cima da perna'. Minha sorte é que não conseguiram dar partida e saíram correndo", acrescenta.

Surpreendentemente, de acordo com ele, pouco tempo depois, um dos assaltantes voltou ao local e disse que não iria deixá-lo no chão. Ele ajudou a me colocar no carro, falou 'foi mal' e saiu correndo, diz.

O delegado do 19º DP, na Barra da Tijuca, Walter Alves de Oliveira, confirmou a agressão ao músico, mas disse que o caso ainda está sendo apurado. Ainda não conversamos com ele, afirmou.

No dia 9 de novembro de 2000, Marcelo Yuka levou três tiros ao tentar escapar de uma falsa blitz na esquina das ruas Andrade Neves e José Higino. Um dos tiros atingiu a vértebra torácica e deixou o músico paraplégico.

    Leia tudo sobre: o rappa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG