Manuel Galbán, do Buena Vista Social Club, morre aos 80 anos

Violonista faleceu nesta quinta-feira (7) em Cuba; imprensa oficial não informou causa da morte

EFE |

Divulgação
Manuel Galbán
O violonista e compositor cubano Manuel Galbán, fundador do quarteto Los Zafiros e um dos músicos do projeto Buena Vista Social Club, morreu nesta quinta-feira (7) em Havana aos 80 anos, informou a imprensa oficial. A imprensa da ilha, no entanto, não detalha as causas da morte do músico, cujas cinzas serão sepultadas nesta sexta-feira (8) no cemitério Cristóvão Colombo de Havana.

Nascido na cidade oriental de Gibara no dia 14 de janeiro de 1931, a carreira musical de Galbán decolou nos anos 1970, quando fundou e dirigiu na ilha o famoso quarteto Los Zafiros, no qual tocava violão e ficou popular como "o quinto safira".

Seu sucesso internacional chegou com o projeto Buena Vista Social Club, criado em 1996. Realizou excursões mundiais e compartilhou palco com outros grandes da música cubana como Ibrahim Ferrer, Omara Portuondo, Cachaito López, Compay Segundo, Eliades Ochoa e O Camponês Mirabal.

Integrante do Buena Vista, o violonista e produtor americano Ry Coorder, criou para Galbán um projeto individual com o disco "Mambo sinuendo" (2003), que foi indicado ao Grammy Latino em 2003 e ganhou o Grammy de Melhor Álbum de Música Pop Instrumental em 2004.

Em sua carreira de mais de 60 anos Galbán também atuou com outros grupos cubanos como a orquestra Villa Blanca, a banda Batey, a Vieja Trova Santiaguera e Afrocuban All Stars, e recebeu homenagens como a Ordem pela Cultura Nacional. Seu último trabalho é o single "Blue cha cha", que será lançado em breve pela Producciones Montuno.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG