Maestro Roberto Tibiriçá deixa orquestra uruguaia

Brasileiro estava insatisfeito com atraso no pagamento dos salários dos músicos

EFE |

O maestro brasileiro Roberto Tibiriçá deixou a direção da orquestra sinfônica uruguaia Ossodre. Ele estava insatisfeito com o atraso no pagamento dos salários dos músicos.

A informação foi confirmada neste sábado (13 de agosto) por fontes oficiais.

Devido a esse fato, foi preciso suspender o concerto que o pianista brasileiro Nelson Freire tinha previsto dar na noite de sexta-feira junto à orquestra.

Nacido em São Paulo, o maestro, que ganhou vários prêmios internacionais, estava à frente da Ossodre desde fevereiro. Em mais de uma ocasião, Tibiriçá tinha advertido sobre as dificuldades para realizar seu trabalho, entre elas o atraso no pagamento dos salários de 45 músicos contratados, dentre um total de 96 que integram a orquestra.

O diretor da orquestra admitiu o atraso no pagamento dos salários dos músicos contratados e o atribuiu a problemas administrativos.

    Leia tudo sobre: música

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG