Maestro levará Bach para o sambódromo

João Carlos Martins é o tema do enredo da Vai-Vai para o carnaval deste ano

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Agência Estado
O maestro João Carlos Martins
Aos oito anos de idade, ele venceu seu primeiro concurso, promovido pela Sociedade Bach de São Paulo. Aos 18, iniciou uma bem-sucedida carreira internacional, que o levou a palcos como o Carnegie Hall, tradicional casa de Nova York. Um acidente num jogo de futebol em 1969, no entanto, comprometeu o movimento de sua mão direita. Após uma série de tratamentos, voltou a tocar piano, mas o esforço fez com que desenvolvesse uma doença chamada LER (lesão por esforço repetitivo).

Ele então desfez-se de todos os seus pianos e envolveu-se em diversas atividades, incluindo treinador de boxe. Mas, aos poucos, voltou à música e desenvolveu um estilo particular de tocar piano, usando a mão esquerda. Mas, em 1995, após um forte golpe na cabeça sofrido durante um assalto, o movimento da mão esquerda também ficou prejudicado. A solução foi, mais uma vez, começar de novo. Aos 64 anos, ele decidiu tornar-se maestro.

A história de João Carlos Martins é digna de um roteiro cinematográfico. Mais do que isso: de enredo de Carnaval. Sua vida é tema do carnaval deste ano da escola de samba Vai-Vai, uma das mais populares de São Paulo. O título do enredo é emblemático: "A música venceu". "Eu já tive muitas homenagens pelo Brasil e pelo mundo. Mas essa foi a primeira que me fez chorar de emoção", diz o maestro.

Participar da principal festa popular brasileira é mais um capítulo da missão que Martins impôs a si mesmo nos últimos sete anos: popularizar a música erudita. Desde que assumiu o comando da Orquestra Filarmônica Bachiana Sesi SP, em 2004, ele se empenha em levar os clássicos a quem nunca teve contato com eles. "É a primeira vez na história do Carnaval que o nome de Johan Sebastian Bach vai para a avenida", afirma, enquanto canta um pedaço do samba da Vai-Vai (“As sinfonias de Bach / regeram seu destino...”).

Martins ficou sabendo que seria tema do Carnaval no início do ano passado. Mas seu contato com a Vai-Vai começou há três anos. "O maestro Isaac Karabtchevsky havia feito, no Rio de Janeiro, uma peça de Mozart com a Mangueira. Poxa, a bateria da Vai-Vai é tão boa quanto a da Mangueira. Então eu decidi fazer com a Vai-Vai o primeiro movimento da Quinta Sinfonia de Beethoven.”

Desde então, ele virou figura constante na quadra da escola, no Bixiga, região central de São Paulo. "Até aprendi a reger a bateria", ri. Trata-se de uma brincadeira. "Eu não rejo a bateria de verdade. Quem rege é o Mestre Tadeu", explica. "Eu só fico lá fazendo gestos como se estivesse na Sala São Paulo."

Ele ainda não sabe se fará o mesmo durante o desfile da Vai-Vai, no dia 4 de março, no sambódromo de São Paulo. "Ainda não me contaram. Eu sei que não vou em nenhum carro. Eles estão guardando uma espécie de segredo pra mim, até agora não entendi como vou aparecer no desfile."

Assista abaixo a um vídeo de João Carlos Martins na quadra da Vai-Vai: 

Veja abaixo a letra de "A Música Venceu", samba-enredo da Vai-Vai no Carnaval 2011:

"Feliz da vida lá vem o Bexiga
Exemplo de comunidade
A música venceu
O dom é luz que vem de Deus
Da emoção Vai-Vai resplandeceu
Dos céus, em um cortejo divinal
Os deuses da inspiração
Lançam talento a um mortal
Um ser abençoado, que hoje brilha neste carnaval
As sinfonias de Bach regeram seu destino
Orgulho brasileiro
Jovem pianista genial
Em preto e branco, sucesso internacional
Na sua fé, resistiu
E a dor da adversidade, suplantou
Com muita garra e amor
E assim, na sua força de superação
Buscou a verdadeira vocação
Um novo incidente o quis derrubar
Mas com maestria se pos a lutar
Por seu ideal
Luz da Ribalta que jamais se apagará
E ao som de bravos e aplausos
A Saracura agora vem cantar"

    Leia tudo sobre: João Carlos MartinsVai-Vaicarnaval

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG