Maestro Julio Medaglia é demitido da Rádio e TV Cultura

Emissora informa em comunicado que decidiu pela "não renovação do contrato"

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Divulgação
Julio Medaglia
O maestro Julio Medaglia foi demitido da Rádio e TV Cultura nesta terça-feira, onde trabalhou nos últimos 24 anos. "Nem sequer me explicaram o motivo da demissão. Levou um minuto e meio para me mandar embora", afirmou o músico.

Em entrevista ao iG , Medaglia contou que, nos últimos dois meses, já vinha fazendo seu programa na rádio Cultura sem um produtor, porque a vaga havia sido cortada.

Segundo ele, não foi dada nenhuma justificativa para a demissão. "Querem transformar a Cultura num Discovery Chanel. Eles não precisam mais de mim", afirmou.

As críticas de Medaglia referem-se à nova programação da emissora, que traz uma série de programas que já haviam sido exibidos na TV por assinatura, mas eram inéditos em canais abertos.

Desde 2005, Medaglia apresentava o programa Prelúdio na TV Cultura. Na rádio, comandava o programa diário Tema e Variações, no ar desde 1987.

Em comunicado oficial, a Cultura afirmou que "pelo reconhecido e inconteste papel desempenhado pelo maestro Medaglia em prol da divulgação da música clássica no Brasil, foram oferecidas a ele algumas alternativas, mas a conclusão das conversas foi pela não renovação do contrato".

Nascido em 1938, Julio Medaglia é um dos mais importantes maestros brasileiros. Formou-se em regência sinfônica na Alemanha em 1965 e foi diretor artístico dos teatros municipais de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Também teve um papel importante na música popular, trabalhando na organização dos festivais da Record, nos anos 1960, e escrevendo arranjos para canções como "Tropicália", de Caetano Veloso.

    Leia tudo sobre: Julio Medaglia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG