Madri lembra Independência do Brasil ao ritmo de Carlinhos Brown

Músico baiano toca após a dupla Victor e Leo durante o festival "Olé Brasil"

EFE |

O calor da música brasileira e a inconfundível e enérgica presença em cena do percussionista e cantor Carlinhos Brown contagiaram de alegria o público reunido na noite deste sábado no Parque do Oeste de Madri por ocasião da celebração do mês da independência do Brasil. Ritmos musicais como samba, lambada e bossa nova, e representações artísticas como a capoeira irmanaram em um mesmo baile jovens, adultos e famílias inteiras presentes no festival "Olé Brasil". Uma celebração que contou com a presença de várias dezenas de artistas brasileiros, e que reuniu desde o final da tarde mais de 4.000 pessoas, em sua grande maioria brasileiros e latino-americanos enfeitados com bandeiras e camisas da seleção.

A dupla Victor e Leo foi encarregado de aquecer o público antes da entrada dos ritmos afro-brasileiros de Brown. "Isto é uma festa de energia positiva entre Brasil e Espanha", foi a frase final do grupo deu início a uma atuação que foi coroada do início ao fim pelos presentes no parque de Madri. No entanto, alguns distúrbios no público obrigaram o duo a parar sua atuação por alguns minutos, embora rapidamente o show tenha sido retomado com a mesma intensidade e energia que em seu início. Com duas horas de atraso, e após Victor e Leo, Serginho Groisman foi o encarregado de apresentar a estrela da noite: Carlinhos Brown. "Esta é uma festa para juntar nossa alegria e sobretudo a da cidade de Madri", foi o grito de guerra com o qual Carlinhos Brown subiu ao palco, vestido de branco.

O músico de Salvador, fiel a seu ideia que um show só funciona com a compenetração entre artista e público, advertiu a todas as pessoas do "Olé Brasil" que "o mais importante" era a participação de todos. Feita a recomendação, o músico encheu de energia e ritmos afro-brasileiros um público que não duvidou em seguir o tempo todo suas instruções.

Assim, quem assistiu o "Olé Brasil" participou da percussão dos ritmos elétricos de Brown, combinando as palmas com movimentos para um lado e outro do palco. "Eu quero que vocês me transmitam um pouquinho de felicidade", disse Brown antes de sair do palco para se aproximar do público reunido na primeira fila. Com um repertório cheio de seus sucessos e de temas populares brasileiros, e com sua característica força e sonoridade sobre o palco, Brown fechou um festival no qual predominou a dança, a alegria e, sobretudo, as cores verde e amarelo.

    Leia tudo sobre: Carlihnos Brown

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG