Madonna ignora depilação brasileira em fax de 1993

Em fax enviado ao namorado, cantora não acredita que haja cera de depilação no País

Redação iG Música |

Entre 1993 e 1994 a popstar Madonna teve um caso com o então segurança de casas noturnas Jim Albright, que trabalhou em clubes famosos como o Roxy e o Limelight.

Nesse mesmo período a cantora rodou o mundo com a turnê "The Girlie Show". Porém, nem mesmo a distância impediu Madonna de demonstrar seu apreço pelo namorado. Foram dezenas de telefonemas e um total de 21 faxes enviados a Albright, que agora decidiu leiloá-los pela internet.

"Olá meu querido", escreveu ela de Paris em 1993. "Nós vamos jantar com todas as garotas no Chez Natasha... Eu vou aproveitar um maravilhoso jantar francês rico em calorias. Minha boca está salivando. [O estilista Jean Paul] Gaultier manda um oi!"

Talvez para disfarçar - ou quem sabe como brincadeira íntima do casal - Madonna sempre assinava suas mensagens como "Lola" ou "Dumbo", e as endereçava não a Albright, mas a "Sambo," "Ceasar" e "Booty Man."

Faxes de Madonna disponíveis no leilão

Um desses faxes em especial contém informações não muito interessantes sobre o Brasil.

"O mundo é realmente um lugar lindo e cheio de surpresas feias", disse a cantora. "Eu estou... tentando decidir se eu devo raspar as minhas pernas. Eu não acho que eles [os brasileiros] já tenham ouvido falar de cera aqui embaixo."

Além dos 21 faxes já citados, Albright também oferece no leilão uma fita VHS com 15 minutos de Madonna no set de filmagem do longa "Olhos de Serpente", de 1993, e duas fitas de sua secretária eletrônica com mensagens da cantora.

Os responsáveis pelo website Rock & Roll Pop Art Auction esperam conseguir US$3 mil com os faxes, US$10 mil com o VHS e US$25 mil com as fitas de recados.

    Leia tudo sobre: depilaçãomadonna

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG