Macy Gray pergunta a seus fãs se deve ou não boicotar Israel

No Facebook, cantora questiona tratamento que governo israelense daria aos palestinos

Reuters |

Getty Images
A cantora Macy Gray
A cantora de soul americana Macy Gray perguntou a seus fãs no Facebook se ela deve cancelar concertos marcados para Tel Aviv em função do tratamento "repugnante" dado aos palestinos pelo governo israelense.

Artistas e acadêmicos internacionais vêm sofrendo pressões crescentes para boicotar Israel, devido às ações do país no conflito israelo-palestino.

Mas Gray teve a iniciativa incomum de perguntar a seus seguidores no Facebook o que deveria fazer, em um post colocado na segunda-feira.

"Tenho recebido muitas cartas de ativistas me exortando ou suplicando para boicotar, NÃO me apresentando, em protesto contra o apartheid imposto aos palestinos", ela escreveu.

"O que o governo israelense está fazendo aos palestinos é repugnante, mas eu quero ir. Tenho muitos fãs em Israel. Não quero cancelar os shows para eles e não sei em que medida eu NÃO comparecer vai mudar alguma coisa. O que vocês pensam? Eu vou ou fico?"

Depois de receber quase 4.000 mensagens veementes em apenas quatro dias, Gray anunciou pelo Twitter que vai, sim, cantar em Tel Aviv em fevereiro.

"Queridos fãs em Israel. Eu e a banda estaremos com vocês em 20 dias. Não vejo a hora. Vejo vocês então. Paz", ela escreveu em um tuíte.

Israelenses e palestinos estão mergulhados em conflito há seis décadas. As iniciativas lideradas pelos EUA para levar a um acordo negociado têm avançado pouco ao longo dos anos.

    Leia tudo sobre: Macy Gray

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG