Lil Wayne ganha liberdade provisória

Preso em Nova York, rapper cumprirá pena de três anos fora da cadeia

Reuters |

O rapper Lil Wayne, que já está cumprindo um ano de prisão em Nova York por um crime relacionado a armas, foi sentenciado ontem no Estado do Arizona a três anos de liberdade provisória por posse de drogas.

Lil Wayne, cujo nome real é Dwayne Michael Carter Jr., foi poupado de cumprir pena em uma prisão do Arizona graças a um acordo judicial relacionado à sua prisão, em janeiro de 2008, em um posto da Patrulha de Fronteira dos Estados Unidos nesse Estado.

Getty Images
Lil Wayne, sem seus famosos dreadlocks, ao chegar em tribunal de Nova York
Pelo acordo, o rapper de 30 anos, ganhador de Grammy, confessou-se culpado de posse de uma droga perigosa, sendo arquivadas três outras acusações de posse de drogas e armas.

Wayne compareceu ao tribunal por meio de videoconferência desde Nova York, onde está preso desde março, depois de confessar-se culpado de tentativa de posse criminosa de uma arma.

Seu advogado no Arizona, James Tilson, disse que ficou satisfeito com a ação do tribunal.

"Ficamos satisfeitos por termos podido resolver tudo", disse Tilson à Reuters. "Foi um acordo favorável que permitirá que Carter leve adiante sua carreira."

Carter vai iniciar sua liberdade provisória no Arizona depois de cumprir a sentença em Nova York, disse Tilson.

O álbum Tha Carter III , do rapper, foi o lançamento mais vendido nos Estados Unidos em 2008 e lhe valeu o Grammy de melhor álbum de rap e três outros prêmios na entrega dos Grammy de 2009.

Seu álbum Rebirth foi lançado em 2 de fevereiro, após atrasos e críticas principalmente negativas.

    Leia tudo sobre: Lil Wayne

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG