BR Interlúdio - Música - iG" /

Leo Jaime BR Interlúdio

Katia Abreu |

Por Katia Abreu

Interlúdio marca a volta de Leo Jaime, após dezoito anos sem lançar material inédito. Naturalmente, aos 48 anos, ele está mais maduro como compositor e cantor. Apesar dos anos, Leo continua um romântico incorrigível. Mas seu canto soa mais sereno, falando sobre amor e a vida de uma forma mais tranqüila. É um álbum de temática outonal, como é esta fase da vida do artista.

Destaca-se dessa tonalidade Se ela soubesse o que quer, pop rock alto astral, com direito a palminhas ensolaradas - parceria com Leoni, que aparece também em Nos Arredores do Amor, outro bom momento do disco, conduzido por gaita e um clima bluesy simpático, e na doce Fotografia.

A simpatia desta volta de Leo Jaime é inegável. Mas não basta para tornar Interlúdio um grande disco. Há excessos na produção, como o uso exagerado de sax e de teclados, que caem em climas meio bregas, o que quase compromete o frescor de Se ela soubesse o que quer e a densidade da faixa título.

Infelizmente, há um cheiro de mofo ointetista percorrendo o disco. Mas ao menos ele não caiu no truque baixo de tentar se modernizar injetando elementos de eletrônica. Leo é um artista de pop rock e assim permanece neste novo trabalho. Falta limpar as folhas de 20 anos atrás que caíram neste outono e aspirar novos ares, trazendo frescor primaveril ou densidade invernal a sempre bem-vindas canções com vocação pra agradar o público.

    Leia tudo sobre: leo jaime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG