KT Tunstall mostra em São Paulo que não é cantora de um sucesso só

Carlos Augusto Gomes |

Acordo Ortográfico

Há casos em que o local pode praticamente arruinar o que poderia ser um bom show. E não apenas em ocasiões mais óbvias - som de péssima qualidade, por exemplo. Uma apresentação pode dar errado quando o artista faz um som intimista num local gigantesco, ou quando o show é para pular e a casa está repleta de mesas e cadeiras. E por aí vai.

Foi impossível não pensar em questões como essas no show que a escocesa KT Tunstall fez ontem no Via Funchal, em São Paulo. É uma casa de shows gigantesca (lá cabem seis mil pessoas de pé), e neste show a produção optou por colocar mesas e cadeiras na platéia. Para piorar, pouco mais da metade da lotação estava ocupada.

Ou seja, todo mundo sentadinho, a maioria bem longe da cantora, e um monte de espaços vazios na pista. Seria a receita perfeita para um fracasso. Só que KT Tunstall, milagrosamente, conseguiu dar um jeito.

É verdade que demorou um pouco. O show começou um pouco frio, apenas com uma pequena parte do público mais animada. Mas, a partir da sétima música da noite, a coisa mudou de figura. Foi quando ela cantou "Black Horse & Cherry Tree", e pediu que aqueles que quisessem se levantar, levantassem. Todo mundo obedeceu.

Sozinha no palco, tocando seu violão com raiva e soltando sua belíssima voz, Tunstall provou que, ao contrário do que muita gente esperava, não é uma cantora de um sucesso só. Além de "Black Horse & Cherry Tree", houve outros ótimos momentos, como "Beauty of Uncertainty" e a inédita "Hidden Heart".

O sucesso "Suddenly I See" - lançada em 2005 e ressucitada no Brasil recentemente, depois de virar trilha de um comercial - foi guardado para o final e, obviamente, foi o momento mais aplaudido da noite.

Tunstall ainda voltou para um curto bis, com uma ótima versão de "I Want You Back", do Jackson Five (curiosamente, também cantada por Colbie Caillat na mesma quarta-feira no Credicard Hall) e "I Don't Want You Now".

Nesta quinta-feira, a escocesa se apresenta no Rio de Janeiro. A turnê termina no domingo, com um show em Porto Alegre. Depois, conforme a própria cantora revelou durante o show, férias na América do Sul. "Vou para Macchu Picchu", garantiu.

Rio de Janeiro

Canecão (Avenida Venceslau Brás, 215, Botafogo)
Quinta-feira (16), às 22h
Preços: R$ 20 a R$ 200
Telefone: (21) 2105-2000

Porto Alegre

Bar Opinião (Rua José do Patrocínio, 824, Cidade Baixa)
Domingo, às 22h
Preços: R$ 60
Telefone: (51) 8401-0104

Leia mais sobre KT Tunstall

    Leia tudo sobre: kt tunstall

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG