Julieta Venegas faz show convincente para plateia multicultural

Em apresentação no festival Sonidos, em São Paulo, cantora privilegia músicas do disco “Outra Cosa"

Rafael Bergamaschi, iG São Paulo |

Fernando Hiro / Divulgação
A cantora Julieta Venegas
Julieta Venegas se apresentou na madrugada deste sábado (27) no Jockey Clube, em São Paulo, como atração do festival Sonidos, evento promovido pela Telefônica que traz artistas hispano-americanos para cantarem ao lado de músicos brasileiros. Fã declarada do Brasil, Julieta – que nasceu nos Estados Unidos, mas tem raízes mexicanas – fez show curto, porém enérgico para um público que cantava em diversos sotaques.

Esta é a terceira vez da cantora no Brasil e, além do show em São Paulo, Julieta ainda canta em Porto Alegre (31 de agosto) e no Rio de Janeiro (1º de setembro). De novidade, vêm na bagagem as canções do cd “Outra Cosa”, lançado em 2010, que conta com hits pop certeiros como “Bien o Mal” ou “Ilusión”, a qual canta ao lado de Marisa Monte.

O show

Meia-noite e meia em ponto Julieta subiu ao palco e, antes de trocar quaisquer palavras com o público, abriu o show com “Amores Platonicos”, canção que também é a primeira do último disco. A música serviu apenas de aquecimento para a segunda canção, emendada logo em seguida: “Limón y Sal”, principal hit do disco homônimo lançado em 2006, o maior sucesso da cantora, com mais de 2 milhões de cópias vendidas. Boa parte da plateia se agitou e alguns ameaçaram dar os primeiros pulos.

Depois de “Original” e “Bien o Mal”, um pouco menos conhecidas do grande público, “Lento”, que começou a ser tocada apenas por Julieta no piano e, aos poucos, teve o acréscimo de alguns instrumentos, foi cantada quase em uníssono por todos. “Despedida”, sucesso nas rádios argentinas, veio em seguida.

Fernando Hiro / Divulgação
Marisa Monte e Julieta Venegas
“Essa é a melhor da noite”, disse Julieta ao introduzir Marisa Monte ao palco, indicando o que estava por vir. Com um mar de celulares e câmeras que gravavam cada instante do dueto, “Ilusión” foi a balada romântica da noite – só faltaram os isqueiros acesos. Marisa ainda ficou no palco para mais duas músicas: “Eu não sou da sua rua” e “Soy loco por ti America”.

“Adoro o Brasil, tudo o que tem aqui. Eu nunca vou esquecer esta noite”, disse Julieta a certa altura do show, claramente emocionada e esbanjando os sorrisos que a acompanhariam até o fim - que chegou com pontualidade britânica depois de 14 músicas: à 1h30 em ponto.

Hablas español?

“Esta é a noite do portunhol, eu falo portunhol descarado, não tenham vergonha de falar também”, disse a cantora de maneira bem-humorada logo no início da apresentação - e ela estava certa. A noite era, sim, do portunhol, que podia puxar para o português, para o espanhol com sotaque cubano, mexicano, argentino ou colombiano.

A poucos metros do palco, chama a atenção um grupo de jovens estendendo uma bandeira do México e exibindo-a para Julieta, que olha e sorri. Francisco Gutierrez, 17, que vive em Cancun, no México, cursa o terceiro ano do colegial em São Paulo, como parte de um programa de intercâmbio. Fã da quase conterrânea, Francisco se encantou com o show: “foi perfeito”, conta.

Para Gutierrez, a presença de um festival como o Sonidos é proveitosa de diversas maneiras, como conta: “é importante que haja essa mescla de sons entre os músicos brasileiros e dos países da América Latina. Muitas vezes os brasileiros parece não fazer parte deste universo”. “É bom também por conta da quantidade imensa de estrangeiros que vivem em São Paulo. Aqui (no festival) tem gente de todas as partes: Colômbia, Argentina, México, Bolívia...”, finaliza.

Já Kiki Martinez, de 31 anos, é natural de Havana, em Cuba, mas vive no Brasil em busca de condições melhores de vida. Durante toda a apresentação ele é um dos mais empolgados. “Fazia um bom tempo que não ia a um show de música latina”, diz. Ele ainda acrescenta: “essa mistura de sons de vários lugares é muito boa”.

    Leia tudo sobre: Julieta VenegasMarisa Montemúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG