Jota Quest comemora 15 anos com show e coletânea

Banda mineira festeja aniversário sem ter medo de ser cada vez mais pop

AE |

- Divulgação
Jota Quest
Em 15 anos, o soul virou pop. Uma mudança natural, segundo Rogério Flausino, vocalista do Jota Quest. A banda mineira comemora uma década de meia desde o lançamento do primeiro disco pela Sony Music, em 1996, pensando em mais 15. E sem medo de novas influências.

A ideia da banda, nas palavras do guitarrista Marco Túlio, é comemorar a data como o fazem as meninas, debutantes: não pensar no passado, no que já aconteceu, mas vislumbrar um futuro promissor. "Eu nunca tinha pensado dessa maneira até o Marco falar", diz Flausino, por telefone, direto de Imperatriz, no Maranhão, pouco antes de viajar para Palmas (Tocantis), para uma série de shows em 20 capitais brasileiras.

"Mas acho que ele está certo. Estamos sempre pensando para frente. É isso que nos move até hoje", completa o vocalista da banda. O grupo passa por São Paulo no dia 17 de junho, no Credicard Hall. "Será um show totalmente novo. Mas não somos um U2, né?", lembra Flausino, referindo-se à estrutura colossal do palco da banda irlandesa, no Morumbi, em abril. "Vamos trazer luzes novas, telões, mas o principal é o set-list."

Nesta festa de debutante, o Jota Quest quer agradar aos seus fãs, conquistados ao longo dos anos. "Na turnê '15 Anos Na Moral', vamos mostrar os maiores sucessos. Fazemos alguns covers também, como 'Get Back', dos Beatles (disco 'Let It Be', lançado em 1969)", explica Flausino.

Para registrar oficialmente essa comemoração, além da turnê, será lançada a coletânea "Quinze", um disco duplo, que reúne 30 músicas, entre clássicos, inéditas, raridades e regravações, com participações especiais. A princípio, seriam escolhidas apenas 15 músicas. "Mas começamos a brigar para decidir que canções iriam entrar. Então, propus que deixássemos os fãs escolherem as músicas", explica o vocalista da banda. A gravadora, por fim, topou ampliar o lançamento, tornando-o um disco duplo. Aí sobra espaço para agradar a todos os gostos.

"Na escolha do público, as cinco primeiras foram: 'Encontrar Alguém' ('Jota Quest', 1996), 'Fácil ('De Volta ao Planeta dos Macacos', 1998), 'Dias Melhores' ('Oxigênio', 2000), 'Na Moral' ('Discotecagem Pop Variada', 2001) e 'As Dores do Mundo' ('Jota Quest', 1996). Isso me surpreendeu", revela Flausino. O músico previa que as baladas, como "Só Hoje" e "Amor Maior", consideradas por ele a grande força do grupo, tivessem mais destaque nesta escolha. O álbum "Quinze" apresenta três novas faixas do atual pop do Jota Quest: "Coração", "Luta de Viver" e o novo single "É Preciso".

    Leia tudo sobre: Jota Quest

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG