Jorge Mautner abre Virada Cultural do Rio

Músico faz Sopão Musical com Nelson Jacobina e Gabriel Moura

Fred Leal, especial para o Último Segundo |

A abertura não-oficial da primeira Virada Cultural do Rio de Janeiro, intitulada Viradão Carioca, aconteceu nesta sexta (05.06) às 19h no Espaço Calouste Gulbenkian, na Praça XI.

Os shows de Jorge Mautner e Nelson Jacobina, seguidos por Gabriel Moura - em evento chamado "Sopão Musical" - fizeram com que a iniciativa cultural da prefeitura, de começo oficial agendado para as 21h ganhasse uma prévia toda especial para alguns poucos alunos da rede pública de ensino, mais meia dúzia de bem-informados.

Com divulgação ainda próxima do zero, não foi surpresa encontrar o espaço tranquilo, apesar da pequena lotação esgotada. As cadeiras e um palco improvisado no hall do centro de artes intensificavam a sensação de pleno contato com os artistas, como um show particular na sala de casa.

Bem-humorado mesmo com as pequenas falhas técnicas durante as primeiras músicas, Mautner contava a história de cada canção que viria a tocar, em repertório curto, mas que ainda incluiu seus maiores sucessos: a já clássica "Maracatu Atômico" e a recente parceria com Caetano Veloso e sucesso em novela da Globo, "Todo Errado".

Passeando pelo samba, MPB e até merengue, Mautner e Jacobina confirmaram que o entrosamento de décadas não vê tamanho de palco, e mesmo com a participação especial repentina do percussionista Jovi Joviano, a base do violão elétrico e violino continua se provando mais que eficiente nos arranjos delicados da dupla.

A secretária de cultura Jandira Feghali fez a abertura não-oficial do evento com um pequeno discurso, seguida de uma introdução gravada que faz menção ao recente acidente com o avião da Air France. No encerramento, após o show de Gabriel Moura, foi servido sopa de ervilha à plateia presente.

    Leia tudo sobre: jorge mautner

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG