Jim Morrison é perdoado por escândalo público 41 anos depois

Cantor morto em 1971 foi acusado de ato violento ao pudor, exposição sexual, profanidade e embriaguez durante show em 1969

EFE |

AFP
Túmulo de Jim Morrison no cemitério Père-Lachaise em Paris, na França
O governador da Flórida, Charlie Crist, concedeu nesta quinta-feira o perdão póstumo à estrela do rock Jim Morrison (1943-1971), que foi condenado em 1970 por atentado ao pudor durante um show realizado Miami em março de 1969.

O pedido de perdão de Crist recebeu o voto unânime da junta de clemência para conceder o indulto, neste caso simbólico, já que o estado da Flórida não realiza processos para perdões póstumos.

Os fatos remontam a 1969, quando a banda "The Doors" realizou um show no Miami's Dinner Key Auditorium (Coconut Grove, sul de Miami). Morrison, em estado de embriaguez, supostamente proferiu obscenidades, desceu a braguilha e mostrou o pênis para o público.

O cantor teve a prisão preventiva decretada por atentado violento ao pudor, exposição sexual, profanidade e embriaguez. Foi condenado a trabalhos forçados por seis meses além do pagamento de multa, porém seus advogados recorreram e o músico foi libertado após pagar fiança.

Nascido na Flórida, o ídolo de massas foi encontrado morto em uma banheira em sua residência de Paris em julho de 1971, aos 27 anos. Crist começou a considerar o pedido de perdão para Morrison em 2007, após receber inúmeras cartas de fãs do roqueiro e por considerar pouco convincentes as provas apresentadas contra o vocalista.

De fato, em nenhuma das fotografias daquele show aparece o cantor mostrando sua genitália, apesar de o evento ter contado com a presença de inúmeros fotógrafos. "Não sabemos realmente se o suposto ato aconteceu", disse o governador no dia em que anunciou o indulto.

Ray Manzarek e Robby Krieger, tecladista e guitarrista da banda, respectivamente, asseguraram recentemente que Morrison não se mostrou sexualmente para o público no dia da apresentação em Miami, mas confirmaram que estava bêbado e proferiu palavras provocadoras.

    Leia tudo sobre: Jim MorrisonThe Doorscrime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG