BR Jim - Música - iG" /

Jamie Lidell BR Jim

Katia Abreu |

Por Katia Abreu

Tão natural quanto aquela alegria espontânea que um inesperado dia ensolarado no meio do inverno é capaz de proporcionar ao mais frio dos corações, Jamie Lidell nos conduz pelas 10 canções de seu terceiro álbum, Jim . Otis Redding está lá na alma profunda dele, junto com Stevie Wonder e outros mestres do soul clássico. Mas Jamie não é mero revivalista, não se limita a reproduzir o que deu certo no passado. Vai além e faz não só seu melhor disco, mas o melhor disco desta safra neo-soul que vemos pipocar há alguns anos.

Another Day abre a janela para o mundo colorido do rapaz, como aqueles primeiros raios de sol que entram no quarto de manhã e nos fazem sair da cama e encarar mais um dia. Felizes, ouvindo os passarinhos cantarem lá fora. Impossível não se contagiar pela levada dançante, pelas palminhas, pelos belos pianos e pela segurança otimista da voz dele. Seguimos a caminhada, em passos de dança e estalando os dedos, com Wait For Me e Out of My System, em que uma força contemporânea quase roqueira explode e deixa claro que Jamie não está aqui apenas para homenagear um estilo, mas sim para criar algo novo e cheio de personalidade. Se essa trinca inicial não for suficiente pra convencer os mais céticos, a bem humorada Little Bit Of Feel Good e a poderosa Hurricane enterram qualquer dúvida. E há ainda as baladas, All I Wanna Do e Rope of Sand, preenchendo a estrada de uma tranqüilidade verde. E em Green Light, o verde é a cor da verdade, a luz que expira a culpa (Só é um pecado, se você faz disso um pecado / Somos todos culpados, então por que não damos uma chance a isso).

A sinceridade e a maturidade das canções de Jamie Lidell o colocam num patamar diferente de outros artistas inspirados pela soul music. Jamie é atual. Ele não é o novo Otis Redding, nem nada disso. Ele é um artista capaz de traduzir sua própria época com a mesma sofisticação, leveza e profundidade que seus mestres fizeram. E é isso que torna Jim , desde já, um dos melhores discos desta década.

    Leia tudo sobre: jamie lidell

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG