James Blunt mostra que não se resume a "You're Beautiful" em show em São Paulo

Público ficou mais entusiasmado com outras baladas do cantor, mas não se empolgou com seu lado roqueiro

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Claudio Augusto
James Blunt no Credicard Hall, em São Paulo
Para muita gente, o britânico James Blunt é aquele cantor que estourou em 2004 com a balada "You're Beautiful" e só. Mas, no show que fez nesta quarta-feira (18) em São Paulo, o artista mostrou que sua carreira não se resume a apenas um sucesso.

Pelo menos três das quase vinte músicas do show foram recebidas com tanto ou até mais entusiasmo pelo público paulistano que "You're Beautiful".

Mas, se por um lado Blunt provou que não é um artista de um sucesso só, por outro também deixou claro que seu forte é mesmo o romantismo.

Veja letras e ouça músicas de James Blunt no Vagalume

Na apresentação, ele até tentou mostrar um lado mais roqueiro (logo antes do cantor subir ao palco, as caixas de som até soltaram uma música do AC/DC, "It's a Long Way to the Top"), mas não deu muito certo. A plateia gostou mesmo foi das baladas.

A apresentação começou às 22h, com duas músicas do disco mais recente de Blunt ("Some Kind of Trouble", de 2010), "So Far Gone" e "Dangerous".

Mas a plateia só começou a cantar junto a partir da terceira música: "Billy", balada do álbum de estreia do cantor, "Back to Bedlam". Ela abriu caminho para mais duas canções lentas e românticas, "Wisemen" e "Carry You Home". O público já estava ganho.

Claudio Augusto
James Blunt
Apesar de trocar poucas palavras com o público, Blunt estava bastante animado. Sorria o tempo todo e, de vez em quando, corria para os cantos e para a frente do palco para se aproximar de seus fãs. Durante "I'll Be Your Man", já no final do show, ele pulou do palco e deixou que o público o levasse nos braços.

O Credicard Hall, que tem capacidade para cerca de seis mil pessoas, estava com pouco mais de metade de sua lotação tomada.

"You're Beautiful" veio quase no final da apresentação. A plateia, é claro, aplaudiu e cantou o refrão junto. Mas esse nem foi o momento de maior entusiasmo da apresentação.

Antes, em "Carry You Home", "Goodbye My Lover" e "Same Mistake", o coro do público havia sido ainda mais animado. Talvez porque boa parte dos casais da plateia tenha aproveitado a música para curtir um momento romântico.

Após cantar 17 músicas (e pular sobre o público), Blunt deixou o palco. Ainda voltou para o bis, cantando "Into The Dark" e "1973".

Sua turnê pelo Brasil continua nesta sexta-feira, com uma apresentação no Rio de Janeiro, no Citibank Hall. Seu último show no país acontece no domingo (22), no Festival de Verão de Salvador.

Veja abaixo o repertório do show:

"So Far Gone"
"Dangerous"
"Billy"
"Wisemen"
"Carry You Home"
"These Are The Words"
"I'll Take Everything"
"Out Of My Mind"
"Goodbye My Lover"
"High"
"Same Mistake"
"If Time Is All I Have"
"Turn Me On"
"Superstar"
"You're Beautiful"
"So Long, Jimmy"
"I'll Be Your Man"

Bis
"Into The Dark"
"1973"

    Leia tudo sobre: James Bluntmúsicashows

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG