Homossexualismo é assunto na 1ª noite de Sanremo

Começa o tradicional festival da música italiana

Agência Ansa |

O cantor italiano Giuseppe Povia apresentou sua polêmica música "Luca era gay", que afirma que a homossexualidade tem cura, na primeira noite da 59ª edição do Festival Musical de Sanremo.

No fim de sua exibição, o cantor colocou no meio do palco uma placa com os dizeres "Nenhum homem sabe ao fundo como um outro fez".

Em seguida, o apresentador do evento e organizador do evento, Paolo Bonolis, deu a palavra ao presidente honorário da Associação Lésbica e Gay Italiana (Arcigay), Franco Grillini, que afirmou que a canção "criou muitos problemas".

"Gostaria de dizer que esta canção criou muitos problemas. Sábado haverá uma manifestação alegre (em repúdio a música, ndr.) em San Remo", afirmou Grillini, referindo-se a mobilização lançada pelas instituições de defesa dos homossexuais Arcigay, Arcilesbica, Arci, Agedo e Familia Arcobaleno.

O ator e cineasta Roberto Benigni, ao subir no palco de Sanremo, afirmou que "os homossexuais foram atormentados, torturados, presos em campos de concentração, assassinados. Sabem por que? Porque amavam outra pessoa".

Logo depois, o presidente da Arcigay pediu para ler uma carta, de um amigo, que dizia: "Caro Franco, eu vi Benigni e chorei ao pensar no meu companheiro que morreu há pouco tempo. Tive vontade de abraçá-lo. Estivemos juntos por 20 anos. Disseram-se para eu não me preocupar, porque quando se é tão amado, o nosso amor não morre, permanece no coração".

Por outro lado, o senador da coalizão Povo da Liberdade (PDL) Achille Torato criticou a polêmica entorno da letra da canção de Povia, declarando que é "absolutamente ridícula e sem fundamento. Esta história é uma manifestação clara de absoluta falta de respeito com a liberdade de pensamento e com ideia dos outros".

"Se um cantor tivesse apresentado uma música a favor da eutanásia ou do aborto teria acontecido o mesmo? Obviamente que não. Esta é a ideia que as pessoas têm de liberdade de pensamento, de que devem seguir padrões. Um cantor deve ser livre para exprimir o que pensa em uma música", enfatizou Torato.

Considerada uma das premiações mais reconhecidas do cenário musical mundial, o Festival de Sanremo 2009 foi aberto ontem e vai até o dia 21 deste mês.

    Leia tudo sobre: música

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG