Heaven and Hell inicia turnê em São Paulo

Banda se apresentou no Credicard Hall nesta sexta; no sábado, grupo toca de novo em São Paulo

Carlos Augusto Gomes |

A banda leva o nome de Heaven and Hell, mas poderia muito bem se chamar Black Sabbath. Afinal, tem dois integrantes originais do grupo, o guitarrista Tony Iommi e o baixista Geezer Butler. De quebra, conta com Ronnie James Dio nos vocais. Ele entrou no quarteto no lugar de Ozzy Osbourne, e não falta quem considere o baixinho melhor que o cantor original.

Então por que Heaven and Hell? Esse é o nome do primeiro álbum que Dio gravou com a banda, em 1980. O grupo decidiu adotar esse nome em 2007, quando o cantor voltou a integrar o quarteto. Há uma boa explicação para isso: nos shows, eles só tocam músicas da chamada "fase Dio". Ou seja, nada de clássicos como "Paranoid" ou "Iron Man", da época em que o cantor era Ozzy.

Foi exatamente assim no show desta sexta-feira, em São Paulo. A opção pode der decepcionado muita gente (na saída do show, havia pessoas reclamando), mas deixou bem claro qual a opção da banda: celebrar a segunda fase do Black Sabbath. Que, vamos ser sinceros, não chega aos pés da primeira - mas, mesmo assim, tem boas músicas o suficiente para segurar o show.

A apresentação começou com "Mob Rules", faixa que dá título ao segundo trabalho do Sabbath com Dio nos vocais, de 1981. Durante o show, ficou claro que as músicas favoritas dos fãs eram as deste disco e principalmente as de Heaven and Hell , de 1980. Tanto que saíram dele os dois grandes momentos da noite: uma longa versão de "Heaven and Hell" e, já no bis, uma violenta "Neon Knights".

Nesta última música, brilhou especialmente Geezer Butler, um dos maiores baixistas da história do rock. Seu baixo pesadíssimo é, junto com os riffs lentos e também pesadíssimos de Tony Iommi, uma combinação imbatível. E os dois são figuras discretíssimas no palco. Iommi ainda chegou a dar uns passos à frente e olhar para o público. Butler, nem isso.

Dio, em compensação, agiu como mestre de cerimônias. Puxou coros, conversou com a plateia, distribuiu sorrisos. E ainda mostrou que a passagem dos anos não diminuiu em nada o seu vozeirão. O Heaven and Hell volta a se apresentar em São Paulo neste sábado, no Credicard Hall. No domingo, toca no Rio de Janeiro, no Citibank Hall.

    Leia tudo sobre: heaven and hell

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG