Roses BR Chinese Democracy - Música - iG" /

Guns n Roses BR Chinese Democracy

Carlos Augusto Gomes |

Por Carlos Augusto Gomes

O que muitos acreditavam que jamais aconteceria finalmente aconteceu: Axl Rose decidiu colocar na rua o novo álbum do Guns n' Roses, Chinese Democracy . Depois de incontáveis alarmes falsos - o disco, afinal de contas, tem lançamento ameaçado desde 2001 -, o CD chega as lojas de todo o planeta este mês. Mais de 17 anos após os últimos álbuns de material do Guns, Use Your Ilussion I e Use Your Illusion II .

Mas vamos dizer a verdade: Chinese Democracy não é um disco do Guns n' Roses, é um trabalho solo de Axl Rose. O Guns acabou depois que o cantor expulsou Slash e companhia da banda e decidiu passar anos enfurnado em estúdio com uma formação rotativa de músicos contratados. Do grupo que lançou o clássico Appetite for Destruction há mais de vinte anos, só sobrou o nome. E isso fica bem evidente ao ouvir este Chinese Democracy .

Antes que você, fã, comece a reclamar em alto e bom som, proponho um teste. Primeiro, ouça "If the World" ou "Catcher in the Rye". E, depois de ouvir, responda: isso é Guns n' Roses? Não pergunto nem se essas músicas podem ser comparadas com, sei lá, "Welcome to the Jungle" em termos de qualidade (porque não podem, nem de longe). Pergunto se podem ser chamadas de trabalhos de uma mesma banda. Também não podem, não acha?

Um disco que não tem peso não pode levar o nome do Guns n' Roses. Um disco que não incomoda, que não provoca, também não. Um disco cuja maioria das músicas é tão sem personalidade que poderia estar no repertório do Nickelback, muito menos. E, para finalizar: um disco que não tem Slash na guitarra não é um disco do Guns. Axl pode até ter os direitos sobre o nome da banda, mas ele não é o Guns.

Está carente por um novo disco do grupo? Melhor esperar pelo próximo trabalho do Velvet Revolver, banda dos Guns originais Slash e Duff McKagan (e do tardio Matt Sorum). Eles estão muito mais próximos daquele hard rock sujo e pesado que conquistou fãs do que as baladinhas com toques eletrônicos e rocks anêmicos que Axl Rose anda fazendo agora. E que, repito, de Guns n' Roses só tem o nome.

    Leia tudo sobre: guns n roses

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG