Tamanho do texto

A banda 30 Seconds to Mars, liderada pelo ator Jared Leto, pode ter que pagar US$ 30 milhões a sua gravadora, a Virgin Records. Ele é o valor que a empresa está cobrando do grupo, num processo judicial por quebra de contrato.

A gravadora diz que Leto e companhia não gravaram três dos cinco álbuns previstos num contrato assinado em 1999, e que por isso tem direito ao dinheiro. Já a banda alega que o acordo venceu em julho deste ano e que não deve nada à Virgin.

Numa mensagem postada no site oficial do 30 Seconds to Mars, Leto afirma que seus advogados estão negociando um acordo amigável com a gravadora. Mas já adiantou que o valor de US$ 30 milhões é "insano".

Leia mais sobre o 30 Seconds to Mars .