BR Super Taranta! - Música - iG" /

Gogol Bordello BR Super Taranta!

Katia Abreu |

Por Katia Abreu

Tem uma festa rolando na música pop. Uma celebração internacionalista, da diversão bruta e da diversidade sonora. E um bando de imigrantes do leste europeu é o principal responsável por isso. O Gogol Bordello é a manifestação mais excêntrica e notável ¿ mas que se conste nos autos a presença de Beirut, Balkan Beat Box, DeVotchKa entre outros nesta cena.

Liderado por Eugene Hütz, e acampado inicialmente em Nova York, o Gogol Bordello expande o conceito de música cigana no século XXI, inaugurando o que a imprensa especializada chama de gipsy punk. A natureza nômade de Hütz e seus companheiros faz de seu mais recente disco, Super Taranta! , algo como um álbum de fotografias tiradas em andanças pelo mundo. A música cigana serve de guia, mas encontramos elementos de rock, ska, reggae, dub. Tudo temperado com muito bom humor.

Hütz parece ser aquele cara para quem os amigos ligam e cada hora está numa parte do mundo. Esteve no Brasil há pouco tempo, discotecando numa festa. Breve voltará para se apresentar no Tim Festival (viagem que provocou o lançamento deste disco em versão nacional) e, ao que tudo indica, subirá ao palco da turnê da diva Madonna. Hütz parece não ter limites ¿ e assim é sua música. Inaugura também um novo tipo de pop star, um arroz de festa da nova era cuja onipresença não é incomoda e agressiva, pelo contrário. Hütz é o cara de quem todo mundo devia ser amigo hoje, epicentro da convergência de sons neste interessante pop global que se consolida.

    Leia tudo sobre: gogol bordello

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG