Gilberto Gil e Adriana Calcanhotto são premiados no Grammy Latino

Premiação geral em Las Vegas teve como destaque o cantor dominicano Juan Luis Guerra

iG São Paulo com agências |

Getty Images
Juan Luis Guerra posa com seus três prêmios
Gilberto Gil conquistou na noite desta quinta-feira (11) dois prêmios na 11ª edição do Grammy Latino, enquanto a música "Tua", de Adriana Calcanhoto, foi reconhecida como a "Melhor Canção Brasileira", em cerimônia realizada no Hotel Mandalay Bay, em Las Vegas.

Gil levou o Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira, por "Banda Dois", e Melhor Álbum de Músicas de Raízes Brasileiras, por "Fé na festa". Já Calcanhotto ficou com o prêmio de Melhor Canção Brasileira por "Tua", interpretada por Maria Bethânia. A maior parte dos indicados brasileiros não assistiu à festa, que homenageou Hebe Camargo e teve entre as atrações a cantora Maria Gadú.

Na premiação geral, Juan Luis Guerra foi o grande vencedor, ao conseguir três dos quatro prêmios a que foi indicado, incluindo o de álbum do ano, por "A Son de Guerra". Os outros dois gramofones dourados do cantor dominicano foram os de melhor álbum tropical contemporâneo, também por "A Son de Guerra", e melhor canção tropical, por "Bachata em Fukuoka".

"É um álbum de características românticas e sociais. É tempo de chamar as coisas como são e de reivindicar por mais justiça, mais honestidade e mais integridade para os povos latino-americanos. Isto é para uma melhor América Latina", disse Guerra ao receber o prêmio. O grupo mexicano Camila ganhou dois Grammy, um por gravação do ano, com "Mientes", e outro por melhor álbum vocal pop, por "Dejarte de amar". "Mientes" também foi eleita a canção do ano, premiando seus compositores, no caso Mario Domm - membro da banda - e Mónica Vélez. O uruguaio Jorge Drexler, um dos favoritos com quatro indicações, saiu de mãos vazias.

O argentino Gustavo Cerati, que permanece em coma após ter sofrido um acidente vascular cerebral em maio, foi premiado por melhor álbum de rock vocal dupla ou grupo, com "Fuerza Natural", e melhor canção de rock, com "Deja Vu". Além disso, o disco "Fuerza Natural" foi laureado por melhor desenho de encarte, em fonógrafo dourado que foi para o diretor artístico Roy García.

O evento, com três horas de duração, teve shows de Enrique Iglesias, Juan Luis Guerra, Prince Royce, Ricky Martin, Nelly Furtado e Marc Anthony, que dedicou a canção "Tu Amor Me Hace Bien" a sua mulher, Jennifer López. O espanhol Alejandro Sanz foi premiado como melhor álbum vocal pop masculino, para "Paraíso Express", e Nelly Furtado na sua versão feminina, por "Mi Plan". Plácido Domingo subiu ao palco para receber, das mãos de Ricky Martin, o prêmio Pessoa do Ano 2010, outorgado pela Academia Latina de Gravação. "Levarei isto como algo muito profundo dentro da minha alma", disse.

Veja abaixo a lista dos vencedores do 11º Grammy Latino nas categorias reservadas à música brasileira:

Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro: "Bom Tempo", de Sergio Mendes

Melhor Álbum de Rock Brasileiro: "Camisa 10 Joga Bola Até na Chuva", do Charlie Brown Jr.

Melhor Álbum de Samba/Pagode: "Tô Fazendo a Minha Parte", de Diogo Nogueira

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira: "Banda Dois", de Gilberto Gil

Melhor Canção Brasileira: "Tua", por Adriana Calcanhotto

Melhor Álbum de Música Sertaneja: "Ao Vivo e em Cores em São Paulo", de Victor & Leo

Melhor Álbum de Música de Raízes Brasileiras: "Fé na Festa", de Gilberto Gil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG