George Clinton processa Black Eyed Peas por direitos autorais

Cantor alega que não autorizou sample de uma música do Parliament em dois remixes da banda americana

iG São Paulo |

LEONARDO SOARES/AGÊNCIA ESTADO/AE
Black Eyed Peas sofreu mais dois processos em outubro
George Clinton está processando o Black Eyed Peas por uso indevido de uma música do Parliament. A lenda do funk americano alega que não autorizou o uso de "(Not Just) Knee Deep" em dois remixes do hit "Shut Up", do BEP. O mais recente deles, "Shut the Phunk Up", é uma faixa-bônus do álbum "The E.N.D.", lançado pelo Black Eyed Peas em 2009.

Segundo Clinton, produtores da banda o procuraram no ano passado para regularizar o sample. O cantor, no entanto, afirma que não assinou nenhum contrato ou termo de compensação, acusando a banda de ter falsificado sua assinatura.

Em outubro, o Black Eyed Peas sofreu mais dois processos de direitos autorais por causa de seus hits "I Gotta Feeling" e "Boom Boom Pow". O compositor Bryan Pringle e o cantor Phoenix Phenom afirmam que executivos da gravadora da banda roubaram ideias de suas fitas demos.

    Leia tudo sobre: black eyed peasgeorge clinton

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG