Garra que sustenta palco do U2 no Morumbi já está pronta

Banda faz três shows em São Paulo a partir deste sábado; veja galeria de fotos

Augusto Gomes, iG São Paulo |

O palco da 360º, a nova turnê do U2, é cheio de números impressionantes. Usa 30 mil cabos e 230 mil parafusos. Pesa 280 toneladas, 52 delas só por causa do telão. Tem 57 metros de altura e 78 metros de extensão. A estrutura toda leva quatro dias para ser montada. Por isso, a turnê precisa não de um, mas de três palcos – enquanto um é desmontado numa cidade, outro é montado em outra. Estima-se que cada um custe entre US$ 25 e US$ 35 milhões.

Todos esses números fazem sentido quando se vê a garra, apelido que o palco ganhou por causa das quatro pernas que sustentam toda a parafernália do show. A estrutura, que lembra uma aranha de metal, é revolucionária porque permite que o show seja visto por todos os lados, fazendo jus ao nome de 360º. As áreas que, em shows normais, não poderiam ser ocupadas pelo público porque estariam atrás do palco, neste espetáculo estão disponíveis ( veja aqui um infográfico com todos os detalhes do palco do U2 ).

No caso do estádio do Morumbi, onde o U2 toca no sábado (09), domingo (10) e quarta-feira (13), a utilização dessas áreas permitiu que 89 mil ingressos fossem colocados à venda – o normal para grandes shows no local é em torno de 65 mil. Todos eles se esgotaram nos mesmos dias em que foram disponibilizados.

Segundo o diretor da turnê, Craig Evans, o objetivo era fazer uma estrutura tão grande que estádios como o Morumbi "parecessem pequenos". Evans recebeu a imprensa brasileira nesta quinta, enquanto supervisionava a montagem do palco. Por enquanto, apenas a garra está finalizada.

O palco não fica exatamente no meio do gramado do Morumbi. Ele ocupa a metade do campo mais próxima dos portões 1 e 2. Está mais próximo, portanto, da arquibancada amarela e mais distante da laranja.

Apesar de ainda faltarem mais de 48 horas para a primeira das três apresentações do U2, já havia várias barracas em torno do Morumbi, ocupadas por pessoas que estão na fila há dias. Marco Aurélio Stanley, por exemplo, estava lá desde terça-feira. "Tirei férias para ver o show", explica.

Segundo ele, as próprias pessoas que aguardam a abertura dos portões organizaram a fila. "Fizemos 200 pulseiras numeradas, para todo mundo saber o seu lugar", conta. Só há um problema: as barracas, que têm que ficar do lado de fora quando o show começar. "Algumas pessoas vão deixar na casa de moradores da região. Outras vão jogar fora mesmo".

Augusto Gomes
Marco Aurélio Stanley: na fila do U2
Serviço – U2 em São Paulo
Estádio do Morumbi
Praça Roberto Gomes Pedrosa, s/n, Morumbi
Dias 09, 10 e 13 de abril
Horário do show de abertura: 20h (sábado e quarta) e 19h30 (domingo)
Abertura dos portões: 16h (sábado e quarta) e 15h (domingo)
Ingressos esgotados

    Leia tudo sobre: U2

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG