Funeral de Amy Winehouse acontece nesta terça

Representantes da cantora confirmam cerimônia fechada para parentes e amigos

iG São Paulo com agências |

AFP
Pais de Amy Winehouse, Janis e Mitch, choram a morte da filha ao ver homenagens em Londres
A assessoria da cantora Amy Winehouse , encontrada morta neste sábado (dia 23) em sua casa, em Londres, confirmou para esta terça-feira (26) o funeral da artista. O local e horário onde Amy será enterrada não foi revelado na nota, que confirma a realização de uma cerimônia fechada para parentes e amigos próximos.

Nesta segunda-feira, os pais de Amy, Mitch e Janis Winehouse, agradeceram aos fãs pelas homenagens em um santuário temporário montado próximo da casa da cantora. "Obrigada por terem vindo", disse ele aos fãs. "Significa muito para mim e minha família, (as homenagens) tornam o momento menos difícil para nós."

Acesse o especial Amy Winehouse

Já a polícia de Londres declarou que a autópsia realizada no corpo da cantora não revela a causa de morte . Em carta aberta, foi divulgado que novos exames toxicológicos serão feitos e o resultado ficará pronto entre duas e quatro semanas.

Siga o iG Cultura no Twitter

Amy Winehouse foi encontrada morta em sua casa no sábado (23), no bairro de Camdem Town, norte de Londres. A família foi chamada nesta segunda para realizar o procedimento padrão de reconhecimento do corpo. Após a autópsia ter sido realizada, o corpo foi liberado para o funeral, que seguirá a tradição judaica.

Taxista divulga vídeo de Amy Winehouse com 18 anos

Segundo o jornal britânico Daily Telegraph, na noite de sexta-feira o médico de Winehouse visitou a casa da cantora e saiu sem preocupações com seu estado de saúde. A polícia de Londres também revelou que nenhuma droga foi encontrada na casa. Winehouse passava por acompanhamento médico devido a seu conhecido vício em álcool e drogas.

A mãe da cantora estava com a filha no dia anterior à sua morte e disse que a Winehouse parecia estar "fora de controle" . "Sua morte foi tão prematura que ainda não consegui digerí-la. Ainda bem que consegui vê-la naquele momento", disse ao jornal britânico Sunday Mirror. Na prisão, o ex-marido de Amy, Blake Fielder-Civil , caiu em prantos ao saber da tragédia. "Estou inconsolável, minhas lágrimas nunca secarão", disse.

Assista aos 10 melhores clipes de Amy Winehouse

No domingo, Chris Goodman, amigo e representante de Amy Winehouse, afirmou ao site americano TMZ que a cantora morreu sozinha em sua cama . “Ela estava no quarto após dizer que queria dormir e quando o segurança foi acordá-la percebeu que ela não estava respirando”, revelou. Segundo Goodman, foi o segurança quem ligou para a emergência.

Um vizinho de Amy, em anonimato, declarou à imprensa que, na última sexta-feira, acordou assustado porque ouvia gritos vindos da casa ao lado. "Ouvi ruídos enormes, como se alguém estivesse sentindo dores. Brinquei com meu filho dizendo a ele que talvez ela estivesse usando drogas", afirmou o vizinho.

AFP
Homenagem a Amy Winehouse em Camdem, bairro de Londres, lembra relação da cantora com a bebida
A Camdem Square, no norte de Londres, tornou-se uma espécie de centro de peregrinação durante o final de semana. Ao lado de garrafas e latas de cerveja há ramalhetes de flores e bilhetes de despedida levados pelos fãs da cantora . Winehouse cresceu e passou a maior parte da vida em Camden Town.

Adele, que a dmitiu publicamente a influência de Winehouse em sua carreira , liderou mais uma vez as paradas britânicas, mas a venda de álbuns de Amy aumentou 37 vezes de sábado para domingo, enquanto a venda de músicas cresceu 23 vezes, segundo a Official Charts. "Esperamos um impacto ainda maior nos próximos dias", disse o diretor da Official Charts Martin Talbot.

Veja a trajetória de altos e baixos de Amy Winehouse

O jornal Daily Telegraph relatou também nesta segunda-feira que o material gravado antes da morte da cantora pode ser lançado como um álbum póstumo, citando fontes que disseram que Winehouse gravou "muito material" e que os pais dela teriam a palavra final sobre o lançamento ou não do álbum. A gravadora Island Records, subsidiária do Universal Music Group, não fez comentários.

Acesse o especial Amy Winehouse

    Leia tudo sobre: amy winehouse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG