Franz Ferdinand fala sobre disco novo e ressaca

Banda acaba de lançar seu terceiro álbum, Tonight: Franz Ferdinand

New York Times |

Era por volta de três da tarde quando a ressaca de Alex Kapranos começou a passar. O vocalista da banda de rock escocesa Franz Ferdinand e seu colega de banda, o guitarrista e tecladista Nick McCarthy, tinham passado a noite anterior em uma versão refinada de farra. Eles foram ao show do grupo britânico Last Shadow Puppets e continuaram a noitada no Spotted Pig, um gastropub de Manhattan. McCarthy terminou a noite dançando em uma casa noturna do centro da cidade, onde ficou até às cinco da manhã.

Agora os dois estavam sentados no Momofuku Noodle Bar, se recuperando. Estou me sentindo muito, muito mole, disse Kapranos, 36. Você tem chá?, McCarthy, 34, perguntou à garçonete. Não servimos bebidas quentes, ela respondeu. Eles pediram água.

A odisséia de uma noitada, que vai desde expectativas movidas a drogas até o frenesi das pistas de dança e a angústia que segue o envolvimento sexual, é também o tema do terceiro álbum da banda, Tonight: Franz Ferdinand , lançado pela Domino/Epic Records. Neste álbum, o grupo escocês ¿ que conta também com Bob Hardy no baixo e Paul Thomson na bateria ¿ se distancia do post-punk propulsivo que define seus dois primeiros CDs e transformou o hit de 2004 Take Me Out em um improvável hino entoado em estádios ¿ usado até mesmo pela equipe de beisebol Yankees.

Desde então, os integrantes da Franz Ferdinand perceberam que a estética da banda ¿ que inclui sua batida arrogante e o guarda-roupa ao estilo mob ¿ tinha se tornado mainstream, especialmente na Inglaterra. A sensação que tenho é que isso se tornou parte do vocabulário musical das bandas contemporâneas, virou um clichê, então você tem de sair disso, disse Kapranos.

Por isso, nada mais de guitarras angulares, disse McCarthy, descrição que ficou vinculada à banda, assim com os terninhos de corte ajustado (Ou ainda os cortes de cabelos também angulares).

Mas, apesar de terem colocado mais teclados, baixo (É bom ser o líder no palco de vez em quando, assim posso me exibir um pouco, escreveu Hardy em um email), instrumentação diferente, ecos de dub e até mesmo uma balada acústica, o álbum Tonight vai parecer familiar para os fãs da banda, com Kapranos cantando de novo sobre garotas e comportamento hedonista ao estilo disco.

Kapranos tem reputação de apreciar boa comida: ele conheceu Hardy quando os dois trabalhavam em um restaurante de Glasgow e ele chegou mesmo a escrever uma coluna sobre comida para o jornal britânico The Guardian (Uma coletânea dos textos foi lançada nos EUA em um livro bem recebido pela crítica, intitulado Sound Bites: Eating on tour With Franz Ferdinand, em 2006).

Em um almoço elaborado ¿ kimchi e outros picles de legumes, ostras da Costa Leste e Oeste, bolinhos de shiitake e carne de porco, sopa de macarrão e hamachi com purê de beterraba ¿ ele e McCarthy discutiam suas tentativas em fugir dos clichês do estrelato pós-punk e ainda fazer um álbum que fizesse as pessoas dançar, sem perder o deboche.

Quando uma banda chama muita atenção logo de início é uma faca de dois gumes, disse Jason Bentley, diretor musical da KCRW, influente estação de rádio de Santa Monica, California, e apresentador do programa Morning Becomes Eclectic. Em 2004, o programa, que na época era apresentado por Nic Harcourt, deu destaque pela primeira vez a Franz Ferdinand nos Estados Unidos. Menos de um ano depois os escoceses abriram a cerimônia do Grammy com a canção Take Me Out.  

Por um momento, você pensava, Será que esses caras vão estourar só com uma música e desaparecer?, disse Bentley.

Não que eles se importem em ter suas músicas tocadas em eventos esportivos em estádios gigantescos. Sempre achei isso divertido, disse Kapranos, pois somos as pessoas menos esportivas do planeta. 

Entretanto, o álbum Tonight é uma tentativa de mostrar a pequena banda de Glasgow do início, ao invés da marca cheia de estilo que eles se tornaram após o lançamento do álbum de estreia que levava o nome da banda. O álbum, que mostrava o Franz Ferdinand com um visual bem definido e um som com identidade própria, vendeu mais de um milhão de cópias nos Estados Unidos.

Lançado um ano depois, You Could Have It So Much Better , o segundo álbum da banda teve a metade das vendas do primeiro, além de não ter conseguido emplacar nenhum sucesso nas rádios dos EUA. Após passar praticamente todos os dias juntos durante muitos anos, os integrantes tiraram uma folga depois da turnê.

Naquele período, McCarthy, que recentemente mudou-se de Glasgow para Londres com sua esposa, aproveitou para viajar e estudar piano. Kapranos, que divide seu tempo entre Glasgow e o bairro nova-iorquino do Brooklyn com sua namorada, a cantora Eleanor Friedberger da banda Fiery Furnaces, produziu um álbum do The Cribs em Vancouver. Hardy passou uma temporada com amigos em Nova York e Thomson, que também é casado, começou a constituir família (Sem querer ser maldoso, eu diria que Paul provavelmente era o integrante mais infantil da banda, e agora ele é de longe o mais maduro e responsável. Isso é surpreendente, disse Kapranos).

FF gravou novo disco em estúdio improvisado em Glasgow
Quando os integrantes da banda se reuniram novamente em Glasgow em 2007, eles faziam shows ocasionais e clubes de porão para 150 pessoas para testar as novas canções. Glasgow não é um centro de mídia, disse Kapranos. Quando você está lá, sem fazer nada, você se sente bastante desconectado dos movimentos musicais, das tendências e coisas do gênero. Você se sente bastante sozinho, mas de uma maneira boa.

Os integrantes da banda passaram um ano e meio gravando o novo álbum. Eles se instalaram em um prédio enorme que tinha sediado a prefeitura de Govan, uma área industrial de Glasgow. Eles transformaram a construção do século dezenove ¿ alugada por cerca de 400 libras por mês, a metade de uma diária em um estúdio de gravação em Londres, disse Kapranos ¿ , em uma casa de espetáculos musicais, amplificando aplausos na cúpula do prédio e usando o espaço para efeitos de reverb.

Estávamos muito envolvidos com essa idéia de gravar cada música em um lugar diferente, da mesma maneira que usam diversas locações para um mesmo filme, disse Kapranos. Então, gravávamos uma canção no porão, que tem um som mais áspero, mais rock n roll; depois passávamos para o salão principal para gravar as outras canções.

Para os vocais, alinhávamos todos os microfones no fundo do palco, apagávamos todas as luzes no meio da noite, e cantávamos na total escuridão, disse ele. Porém, foi somente quando compilaram as faixas que o tema noturno surgiu. Não sei se isso surgiu de nossas vidas pessoais, disse ele, ou do fato de termos vedado todas as janelas do prédio.

Segundo Bentley, o resultado é um álbum dançante ao estilo do selo DFA, fazendo referência ao selo do Brooklyn de onde surgiu a banda LCD Soundsystem. Tem uma pegada meio sexy, disse ele, não é tão angular e mordaz, a meu ver.

A música de trabalho e primeiro single, intitulada Ulysses, é uma homenagem a James Joyce mas foi inspirada pelo mitologia grega (Meu pai me contava todas aquelas estórias quando eu era garoto, disse Kapranos que tem origem grega) já começou a subir no Billboard na categoria modern rock. Isso prova que aquela preocupação de que o Franz Ferdinand seria uma banda de uma música só estava totalmente errada, disse Bentley. Embora Ulisses tenha sido um sucesso na rádio KROQ de Los Angeles, ele completou para nós, é um álbum perfeito.

Manter uma perna na música comercial e a outra em uma estética mais refinada parece ser uma boa pedida para o Franz Ferdinand. Durante o almoço, McCarthy disse que gostava mais do kimchi. E Kapranos acabou provando não ser um gourmet no sentido literal do termo ¿ ele não se importou em admitir que nunca tinha ouvido falar do Per Se, restaurante nova-iorquino premiado com quatro estrelas pela crítica especializada ¿ mas um aficionado por excentricidades, como o restaurante Diner in Williamsburg, onde o cardápio é escrito nas toalhas de mesa de papel.

Embora Kapranos tenha tido problemas em cumprir prazos, ele está pensando em retomar a escrita não-musical. Em turnê, é muito fácil cair no estado totalmente vegetativo e não fazer nada além de tomar cerveja e jogar PlayStation, disse ele. Isso não faz parte da vida do rock star contemporâneo?

O tipo errado de hedonismo é tão chato, disse Kapranos. Ele deu uma colherada na sobremesa, um sorvete de uvas concord. Estou me sentindo muito melhor agora, disse ele.

    Leia tudo sobre: entrevistafranz ferdinand

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG