Ferrari de John Lennon é retirada de leilão de carros

Veículo, de 1965, foi o primeiro do beatle depois de ele ter tirado carteira de motorista

EFE |

Uma Ferrari 330 coupé azul claro 1965, que pertenceu ao ex-Beatle John Lennon, foi retirada do primeiro grande leilão de carros de coleção que será realizado no sábado no Grand Palais, em Paris.

O proprietário anônimo do veículo se retratou na quinta-feira (dia 3) e solicitou à casa de leilões londrina Bonhams que retirasse o veículo do catálogo, no qual estava inscrito com um preço estimado entre 120 mil euros (R$ 272 mil) e 160 mil euros (R$ 363 mil).

A Ferrari foi o primeiro carro de Lennon após o artista ter tirado sua carteira de motorista em 1965, um acontecimento que foi registrado pelas manchetes de jornais britânicos da época. Apesar da notória ausência do carro, o diretor internacional da casa de leilões Bonhams, Philipp Kantor, comentou à agência Efe que espera que as vendas de sábado alcancem a marca de 75% a 85% dos veículos ofertados.

O carro mais caro do leilão é um Alfa Romeo Spider Zagato vermelho, avaliado em 1,25 bilhão de euros (R$ 2,74 bilhões), que competiu nas Mil Milhas em 1930, uma das corridas automobilísticas mais famosas do mundo, que eram realizadas na Itália até 1957. O conjunto do lote tem um valor estimado entre 13 milhões e 18 milhões de euros e conta também, entre outros, com o Aston Martin bordô de 1955 que pertenceu ao rei Balduíno da Bélgica, e um Alfa Romeo branco que passou pelas mãos dos pilotos de italianos Giuseppe Campari e Raffaele Cecchini.

O evento, um acontecimento que não é habitual no programa do Grand Palais, é realizado dois anos depois do leilão da coleção de obras de Arte de Yves Saint Laurent e Pierre Bergé, que alcançou um número de venda de mais de 370 milhões de euros (R$ 839 milhões).

    Leia tudo sobre: John Lennonleilãoferrari

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG