Prédio onde o baterista nasceu deve ser demolido pela prefeitura de Liverpool

Ringo Starr: casa é
Getty Images
Ringo Starr: casa é "patrimônio" para fãs da banda
Os fiéis fãs dos Beatles batalham para evitar a destruição da casa onde nasceu Ringo Starr, em um bairro pobre de Liverpool (norte da Inglaterra), que está incluído em um plano de demolição da Prefeitura, segundo informa hoje o jornal The Daily Telegraph.

A casa, em estilo vitoriano, localizada no número 9 de Madryn Street, está desde 2005 nos planos de demolição de prédios da administração de Liverpool. Desde que começou a "beatlemania" nos anos 60, o endereço é ponto de visitação obrigatória para milhares de fãs. No imóvel de dois andares nasceu Richard Starkey – Ringo Starr – em 7 de julho de 1940. Para os "fãs" da banda de rock, derrubar a casa do músico seria um ato equivalente a demolir o domicílio no qual nasceu o escritor britânico William Shakespeare.

Além disso, as casas da infância de outros beatles lendários como John Lennon e Paul McCartney são propriedade da National Trust (patrimônio nacional), o organismo dedicado à manutenção de propriedades históricas. Segundo o jornal, uma das propostas para preservar a casa de Ringo é desmontar o prédio tijolo a tijolo e reconstruí-lo integralmente no Museu da Vida de Liverpool, que será inaugurado no próximo ano na cidade. Os fãs rejeitaram essa ideia por considerá-la um "insulto" a um dos filhos mais famosos de Liverpool.

"Ringo Starr viveu em outras casas, mas só nasceu em uma delas. Se a derrubarem, inclusive se trocarem de lugar, os fãs de todo o mundo vão pegar em armas", opinou Philip Coppell, o guia oficial do tour dos Beatles, ao jornal. Para Coppel, os fãs do grupo "simplesmente não entenderão como Liverpool pode contribuir para esse vandalismo cultural".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.