Fãs do RBD organizam ¿marcha mundial¿ contra o fim do grupo

Redação iG Música |

Após a declaração de que o grupo mexicano RBD está com os dias contados, os fãs da banda prometem manifestações simultâneas em diversas cidades para pedir que o sexteto mexicano reconsidere a decisão.

Desde a última sexta-feira, quando o RBD anunciou que irá se separar em 2009, fãs brasileiros e de outros países da América Latina (além de Estados Unidos e México) entraram em desespero. As reações à notícia foram as mais dramáticas possíveis, como conta Rachel Blank, de 14 anos: Quando uma amiga me contou, não acreditei. Parecia que meu chão tinha sumido e eu não consegui fazer nada além de gritar muito alto e então comecei a chorar desesperadamente.

Mas assim que conseguiu conter as lágrimas, a estudante carioca tratou logo de se engajar na mais nova onda dos fãs do RBD: as passeatas. Disseminadas com extrema rapidez em comunidades do Orkut e em sites de fã-clubes, as iniciativas prometem levar os fãs do grupo mexicano para as ruas das principais cidades brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre e Fortaleza. A idéia é que os fãs de todos os lugares estejam nas ruas no sábado (23), às 15h, explica Lorena Freire, uma das organizadoras da passeata de Fortaleza.

De acordo com Giovanna Chávez, organizadora da passeata de Curitiba, a idéia de realizar as manifestações de apoio ao RBD surgiu a partir de um pedido feito por Anahí, uma das integrantes do grupo, em uma página que ela mantém na internet. Primeiro ela pediu que nos manifestássemos, mas depois disse que, para nossa segurança, seria melhor não haver mais manifestações. Mas nós, fãs, acreditamos que foi pressão dos produtores para ela pedir para a gente desistir. Por isso mantemos a decisão de ir para as ruas no sábado, afirma a adolescente.

Marcharemos na Av. Atlântica, em Copacabana, como prova de amor ao grupo e como um pedido de continuidade do trabalho maravilhoso deles, diz a carioca Rachel. Já em Fortaleza, a manifestação acontecerá na Av. Beira-mar e contará com covers do grupo e até um trio elétrico, garante Lorena Freire.

Fãs numerosos e dedicados

A mobilização, que está sendo chamada de marcha mundial contra o fim do RBD, promete reunir de 200 a 300 jovens em cada cidade participante do evento, enquanto os organizadores mais otimistas esperam mais de mil. Somos muitos e em muitos lugares. Em São Paulo esperamos cerca de quatro mil fãs na Av. Paulista e tenho certeza que vamos conseguir chamar a atenção da mídia e mostrar o quanto RBD é importantes em nossas vidas, diz Viviane Fermoselle, diretora do Fan Club Sin Limites na capital paulista.

Temos que tentar de tudo para impedir que o RBD acabe, pois sem eles a vida vai ser muito triste e perder a magia. Com eles aprendi a lutar pelos meus sonhos, tanto que tive muita fé e lutei até conseguir realizar meu sonho de conhecê-los. Isso tudo não pode acabar assim, desabafa a fã Klaydyanne Almeida de Souza, que espera reunir mais de mil fãs na cidade de Magé, no Rio de Janeiro.

Apaixonada incondicionalmente pelo sexteto mexicano, não é por acaso que Klaydyanne faz parte do fã clube Sin Limites. O RBD é tudo para nós e por isso não medimos esforços por eles. Nos aniversários de cada um deles, por exemplo, fazemos festas, cantamos parabéns. Eles são muito presentes em nossas vidas e por isso não dá para imaginar como será com o fim do grupo, conta.

Como Klaydyanne, são muitos os fãs do RBD que realizam loucuras pelos ídolos. Horas de filas e centenas de quilômetros percorridos apenas para assistir a um show do grupo são sacrifícios comuns entre os fãs citados nesta reportagem. E ainda há quem faça mais, como André Sampaio, de 19 anos, que chegou a vender doces nas ruas para poder pagar pelo ingresso do show do RBD.

O adolescente de Fortaleza conta também que essa não será sua primeira manifestação pelo RBD. Em 2007 o segundo show deles aqui foi cancelado e fizemos uma manifestação em frente da produtora que estava contratando o grupo porque sentimos que eles estavam deixando os fãs do nordeste de lado, isolados, lembra. Agora lutamos pela continuidade do grupo e, principalmente, por um show em Fortaleza, diz.

E mesmo depois de tantas lutas pelo que chama de sonho, André diz que faria ainda mais. Tudo que fiz pelo RBD valeu a pena porque eles marcaram minha vida. Foram quatro anos de muito amor, entusiasmo e fanatismo, conclui.

Leia mais sobre RBD .

    Leia tudo sobre: rbd

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG