Fãs colocam Amy Winehouse no topo das paradas

Disco "Back to Black" chega ao primeiro lugar na lista de mais vendidos do iTunes do Reino Unido

Reuters |

Fãs correram para fazer o download dos dois discos de Amy Winehouse depois que a cantora inglesa se juntou ao triste grupo de artistas que morreram aos 27 anos .

Amy Winehouse foi encontrada morta em sua casa em Londres no sábado. Neste domingo, ela ocupava a posição principal no ranking de downloads no site iTunes do Reino Unido, com "Back to Black", o álbum de 2006 que recebeu cinco prêmios Grammy nos Estados Unidos e transformou a problemática garota do norte londrino em uma estrela internacional.

Acesse o especial Amy Winehouse

AFP
Fãs na praça situada em frente à casa de Amy Winehouse

De acordo com a polícia, ainda é cedo demais para especular sobre a causa da morte da cantora, já que a autópsia só será feita na manhã da segunda-feira . Ainda assim, a luta de Amy Winehouse contra o álcool e as drogas é bem documentada.

A sua canção mais famosa, "Rehab", de "Back to Black", mostra a sua fracassada luta para ficar sóbria.

Reprodução
'Back to Black', de Amy Winehouse
Siga o iG Cultura no Twitter

Outros membros do que foi chamado de clube "Para Sempre 27" incluem Kurt Cobain, Jimi Hendrix, Janis Joplin e Jim Morrison . Todos eles morreram com a mesma idade em circunstâncias diferentes, apesar de compartilharem estilos de vida caóticos associados com a carreira no rock'n'roll.

Em vários casos, a fama póstuma superou o sucesso que eles tiveram durante a carreira. As suas gravações seguem vendendo e sendo ouvidas por novos públicos.

Este parece ser o caso de Amy, uma das cantoras mais talentosas da sua geração e que deixa apenas uma pequena mostra de gravações que comprovam o seu talento.

"Back to Black" tirou "21", da cantora britânica Adele, do topo da lista do iTunes.

Veja a trajetória de altos e baixos de Amy Winehouse

Amy Winehouse, que era contratada da gravadora Universal Music, também ocupava a terceira posição no iTunes, com um pacote que inclui "Back to Black" e o seu CD de estreia "Frank", enquanto a "Deluxe Edition" de "Back to Black" estava em quarto.

A morte dela aconteceu tarde demais para influenciar a lista que coloca as 40 músicas mais baixadas e discos vendidos divulgada pela empresa Official Charts no domingo, mas ela provavelmente vai ficar no topo da lista na próxima semana.

A venda dos CDs de Amy Winehouse aumentou 37 vezes de sexta-feira para sábado, enquanto a venda de músicas cresceu 23 vezes, segundo a Official Charts. "Esperamos um impacto ainda maior nos próximos dias", disse o diretor da Official Charts Martin Talbot.

O boom de vendas reflete o que aconteceu em 2009 com Michael Jackson, cujas canções atingiram o topo das paradas depois da sua morte. Estima-se que mais de US$ 310 milhões (R$ 481 mi) tenham sido gerados ao espólio de Jackson com a venda de CDs e lançamentos póstumos desde que o cantor de "Thriller" morreu.

Acesse o especial Amy Winehouse

    Leia tudo sobre: Amy Winehouse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG