Família preocupada com cinebiografia de Sinatra

Filha de cantor tem receio do tom escolhido pelo diretor Martin Scorsese

Redação iG Música |

A família de Frank Sinatra revelou estar preocupada com o conteúdo da cinebiografia do cantor, que será dirigida pelo cineasta Martin Scorsese e promete ficar o lado negro de sua vida.

De todos a mais apreensiva é Tina, filha caçula do lendário cantor, que já declarou preferir que o filme abordasse seu legado musical ao invés de sua vida pessoal.

"Marty pretende ser agressivo na abordagem da violência, da sexualidade libidinosa e das bebedeiras de Frank. E Tina quer mostrar o lado mais light de seu pai e manter o foco na música", disse uma fonte ao jornal "New York Post".

"Os anos 1960 foram bem atribulados para Frank - ele fez sexo com muitas mulheres promíscuas e cimentou a carreira de sua trupe, o Rat Pack. É de fato um período chave de sua mitologia. E Tina só quer se certificar que um Frank limpo venha à tona, o que não é negativo", completou.

Scorsese anunciou em maio que iria filmar a biografia do cantor, morto em 1998 aos 82 anos, e até o momento os atores mais cotados para o papel seriam Leonardo DiCaprio e Johnny Depp - até aí ele e a caçula de Sinatra discordam, pois ela queria que George Clooney assumisse o papel.

O filme permanece sem data de lançamento. E antes dele Scorsese deve trabalhar em "Shutter Island", com Leonardo DiCaprio, e "Boardwalk Empire".

    Leia tudo sobre: cinebiografiafrank sinatramartin scorcese

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG