Ex-cantor do Iron Maiden é preso por fraudar benefícios

Paul Di'Anno foi punido porque alegou sofrer de dor nas costas para receber dinheiro do governo

BBC Brasil |

selo

O ex-vocalista do Iron Maiden, Paul Di'Anno foi condenado nesta sexta-feira a nove meses de prisão por receber ilicitamente benefícios do governo britânico.

Paul Andrews, verdadeiro nome de Di'Anno, admitiu ter recebido mais de 45 mil libras (cerca de R$ 116 mil) em benefícios ao tribunal da cidade de Salisbury, no sul da Grã-Bretanha. Ele alegou sofrer de uma severa dor nas costas que o impedia de trabalhar. Mas inspetores britânicos viram vídeos, no próprio site do cantor, no qual ele aparece saltando durante uma apresentação.

O site ainda traz datas de apresentações já agendadas do cantor para maio deste ano em Portugal, Espanha e Holanda. Andrews terá que passar pelo menos quatro meses e meio na prisão antes de ser libertado sob condicional. Paul Di'Anno foi o cantor da banda de heavy metal Iron Maiden entre 1978 e 1981, gravando sucessos como "Running Free" e "Wrathchild", dos dois primeiros álbuns de estúdio da banda. Ele foi demitido por supostos abusos de álcool e drogas.

    Leia tudo sobre: Iron Maidenmúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG