Ex-baixista do Weezer é encontrado morto em Chicago

Mikey Welsh, de 40 anos, deixou a banda devido a problemas mentais; causa da morte não foi revelada

EFE |

Divulgação
Capa do "Green Album", do Weezer: Welsh é o primeiro da esquerda
O ex-baixista da banda Weezer, Mikey Welsh, de 40 anos, foi encontrado morto em um quarto de hotel em Chicago no sábado (8) à tarde. Segundo a revista Rolling Stone, um funcionário do hotel Raffaello descobriu o corpo de Welsh depois de confirmar que o músico não tinha feito check out no horário estabelecido.

Em sua conta de Twitter, a família de Welsh deixou uma breve mensagem no sábado anuciando a morte do músico, que estava de férias em Chicago. "Estamos profundamente tristes em anunciar que Mikey Welsh morreu hoje (sábado) inesperadamente. Será lembrado para sempre", dizia o texto.

Siga o iG Cultura no Twitter

As causas da morte ainda não foram determinadas. Nas mensagens de sua conta no Twitter, o ex-baixista contava que finalmente teria férias após um longo período, e viajaria para Nashville e Chicago. "Aterrissei são e salvo em Chicago... estou muito contente de estar aqui", dizia em uma publicação do dia 4 de outubro.

Na conta @mikeywelsh71, que continua aberta, é possível ler também outra mensagem do dia 26 de setembro, na qual o artista escreve "sonhei que morria em Chicago no próximo fim de semana (de um ataque de coração enquanto dormia). Preciso escrever meu testamento hoje".

Seus seguidores inundaram a rede de mensagens de condolência e sua antiga banda também demonstrou profundo pesar pelo ocorrido. "Ficamos impactados e muito tristes ao saber da terrível notícia, nosso amigo e antigo (membro) do Weezer, @mikeywelsh71 morreu".

O baixista entrou em contato em 1997 com Rivers Cuomo, vocalista do grupo, e tocaram juntos em Homie. Um ano mais tarde, ofereceram a Mikey um lugar fixo na banda como baixista, no lugar de Matt Sharp, que havia deixado a banda. Welsh estreou ao vivo com Weezer no ano 2000, e pouco depois gravaram o disco conhecido como "Green Album", com temas como "Hash Pipe" e "Island in "The Sun".

Este foi o único disco em que ele tocou com a banda, já que um ano depois abandonou o Weezer com "razões vagas", explica a revista Rolling Stone, que mais tarde soube que sua saída estava relacionada com ataques nervosos e outros problemas de saúde mental.

Em agosto desse ano, esteve em tratamento psiquiátrico após uma tentativa de suicídio. Posteriormente, Welsh deixou a música e iniciou uma segunda carreira centrada na arte. Entre seus últimos trabalhos está a capa do álbum da banda Twin Berlim.

    Leia tudo sobre: weezermikey welsh

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG