Publicidade
Publicidade - Super banner
Cultura
enhanced by Google
 

Empresário nega possibilidade de uma reunião do Led Zeppelin

Redação iG Música |

Acordo Ortográfico

"Eu não acho que eles devam se juntar para fazer uma grande turnê porque não há motivo para isso", disse o empresário Harvey Goldsmith durante uma conferência na MusExpo, em Londres.

De acordo com ele, enquanto alguns integrantes da banda gostariam de sair fazendo shows, outros não veem motivos para fazê-lo, e se não há uma boa razão, não há porque voltar.

Goldsmith trabalhou com o Led Zeppelin nas décadas de 70 e 80, e foi um dos responsáveis pela reunião do grupo que ocorreu em dezembro passado. Apesar de reconhecer o valor de uma reunião da banda, ele afirmou que tudo deveria ser feito pelos motivos corretos.

"É preciso que as pessoas queiram tocar juntas. Se não for essa a razão principal, tudo seria feito pelos motivos errados, e quando esse tipo de coisa é feita pelos motivos errados elas não funcionam", enfatizou o empresário.

As declarações de Goldsmith surgem depois que o baixista John Paul Jones afirmou que ele, o guitarrista Jimmy Page e o baterista Jason Bonham (filho de John Bonham) estavam se preparando para uma série de shows. E como o vocalista Robert Plant não quer saber de juntar-se ao grupo, Jones disse que os três já estavam a procura de novos nomes para assumir o vocal.

"Eu duvido que eles usem o nome Led Zeppelin", disse Goldsmith. Agora é esperar para ver o desfecho da história.

Compre músicas do Led Zeppelin

Leia mais sobre o Led Zeppelin

Leia tudo sobre: jimmy pageled zeppelinrobert plant

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG