Em coletiva rápida, O Rappa fala de política, protesto e música

Redação iG Música |

A banda carioca O Rappa promoveu nesta quarta-feira uma entrevista coletiva para falar sobre o lançamento de seu sétimo disco, 7 Vezes . O novo álbum vem cinco anos depois de O Silêncio Q Precede o Esporro, o último de inéditas, e será lançado nesta quinta-feira em todo o país.

Em pouco mais de meia hora, Falcão (vocal), Lauro Farias (baixo), Marcelo Lobato (bateria) e Xandão (guitarra) falaram prolixamente sobre a viagem de produzir um disco como se fazia antigamente, nas palavras de Xandão.

O processo de produção de 7 Vezes foi longo. Foram nove meses entre as composições e a finalização do disco. Para fazê-lo, a banda optou por gravar cada acorde sem usar apetrechos tecnológicos como o programa Pro Tools, de equalização. Já usamos muito essas ferramentas, não as desmerecemos, mas queríamos algo diferente desta vez, conta o guitarrista.

Acostumados a ter o nome do grupo associado à música de protesto, eles se justificam dizendo que apenas não esquecemos de onde viemos, segundo Falcão. A gente defende algumas coisas, muitas coisas. Não tem como não sermos políticos, emenda, em uma explicação enigmática.

Durante a entrevista, Falcão não se negou a mostrar sua veia política: criticou o prefeito do Rio de Janeiro, César Maia, que está construindo a Cidade da Música, uma obra faraônica, segundo o vocalista. Falou também que o presidente Lula se assemelha ao ditador alemão Adolf Hitler. Ele prega a raça pura. Se veste de Armani, mas fala como se estivesse em São Bernardo do Campo, quando ainda tinha identificação com o povo, dispara.

A turnê de 7 vezes começa em 28 de agosto com três dias no Canecão, no Rio de Janeiro, e já tem shows marcados até 31 de dezembro, em Camaçari, na Bahia. Por enquanto, O Rappa vai passar por 14 estados, além de uma parada em Buenos Aires, na Argentina, onde eles se apresentaram pela primeira vez em 2007.

Compre músicas de O Rappa .

Leia mais sobre O Rappa .

    Leia tudo sobre: lançamentoso rappa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG