Em bom português, Stacey Kent fala de amor pela música brasileira

Cantora americana volta ao país e se apresenta nesta quarta-feira na Sala São Paulo

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Divulgação
Stacey Kent
A cantora americana Stacey Kent é um daqueles casos de estrangeiros apaixonados por música brasileira. Até já gravou um álbum inteiro, intitulado "Brazilian Sketches", com versões de clássicos da bossa nova como "Samba de Verão" e "Ela É Carioca". Mas, no caso de Stacey, o interesse vai além do cancioneiro de Tom Jobim e companhia: por causa de seu amor pela música feita aqui, ela decidiu aprender a falar português. "Estou estudando há três anos", conta ao iG , em bom português. "Fiz cursos de imersão nos últimos anos. Sete semanas falando só português no verão."

Stacey está de volta ao Brasil, depois de shows em 2008 e 2010, para uma apresentação especial. Nesta quarta, ela canta na Sala São Paulo, acompanhada de um grupo brasileiro, o Trio Corrente, e do marido, o saxofonista Jim Tomlinson. O show faz parte da série de concertos beneficentes promovida pela Associação para Crianças e Adolescentes com Câncer, que já trouxe nomes como os pianistas de jazz Keith Jarrett e Brad Mehldau ao mesmo local. A performance está marcada para as 21h, com ingressos custando entre R$ 80 e R$ 200.

O repertório incluirá diversas canções brasileiras, mas não necessariamente interpretadas em português. É que, apesar dos estudos, Stacey não tem certeza se o seu domínio da língua já é bom o suficiente para cantar. "Acho que vou cantar algo em português. Estamos ensaiando algumas coisas, mas não é certeza. Vamos escolher conforme nosso humor", brinca. Ela começou a ensaiar com o Trio Corrente na segunda-feira, apenas três dias antes do show. "Mas já conhecíamos o trabalho um do outro, claro. E vínhamos conversando bastante. Eles são maravilhosos."

Além de Tom Jobim, ela cita outros compositores brasileiros que gosta de cantar: Chico Buarque, Cartola e principalmente Caetano Veloso. "'Coração Vagabundo' e 'Desde que o Samba É Samba' são canções maravilhosas", elogia. No caso específico dessas duas músicas, afirma a cantora, é fundamental entender português para captar sua beleza. "A música brasileira consegue equilibrar alegria e tristeza, jogar com esses dois sentimentos", explica. "Mas para captar isso é preciso entender sua poesia. Não é só melodia e ritmo."

Além de uma boa dose de canções brasileiras, o show dessa quarta ainda terá músicas em francês - o mais recente disco de Stacey, "Raconte-Moi", é totalmente cantado nessa língua. "Meu avô era russo, mas morou na França e me ensinou francês quando eu era criança", conta. Para completar o repertório, representantes do que Stacey chama de "Great American Songbook" - clássicos da canção americana, como "I’ve Grown Accustomed to His Face" (Loewe e Lerner) e "The Surrey with the Fringe on Top" (Rodgers e Hammerstein).

Serviço

Stacey Kent e Trio Corrente
Sala São Paulo (Praça Julio Prestes, s/n, Luz)
Quarta-feira (04/05), às 21h
Ingressos: R$ 80 a R$ 200
Compras pelo Ingresso Rápido

    Leia tudo sobre: Stacey Kent

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG