Dionne Bromfield, de apenas 15 anos, abre festival Summer Soul

Afilhada de Amy Winehouse, jovem cantora inglesa impressionou com voz poderosa; Rox conquista o público

Augusto Gomes, iG São Paulo |

A jovem cantora britânica Dionne Bromfield, de apenas 15 anos, abriu a programação do Summer Soul Festival. Originalmente escalada como segunda atração do evento, Dionne acabou sendo o primeiro nome a subir ao palco, pouco antes das 19h. Ela tomou o lugar da também britânica Rox, que se apresentou em seguida (leia abaixo). Florence and the Machine e Bruno Mars são outros nomes da noite.

Manuela Scarpa/Photo Rio News
A inglesa Dionne Bromfield no festival Summer Soul, em São Paulo

Logo na primeira música, "Move a Little Faster", Dionne impressionou pela voz potente. Não parecia vir da garganta daquela garota pequenina que, de boca fechada, aparenta ter ainda menos do que seus 15 anos - ela completa 16 na semana que vem.

Siga o iG Cultura no Twitter

Seu repertório, no entanto, não é tão surpreendente quanto sua voz. Trata-se de um pop claramente calcado na soul music nos anos 1960, eficiente mas pouco original. Há alguns momentos de brilho, como "Good for the Soul" e "Mama Said", mas no geral as músicas não estão à altura da voz de Dionne.

Manuela Scarpa/Photo Rio News
Dionne Bromfield no Summer Soul
Não por acaso, os dois pontos altos da apresentação foram covers. A primeira, uma versão de "Fuck You", de Cee Lo Green - Dionne, como boa menina de 15 anos, cantou a versão liberada para menores, chamada "Forget You". A segunda foi o clássico soul "Ain't no Mountain High Enough", que ela dedicou à madrinha Amy Winehouse.

"Minha madrinha me disse que o Brasil foi um dos lugares que ela mais gostou de cantar. Por isso, vou cantar uma das músicas favoritas dela", afirmou. Winehouse foi a principal atração da primeira edição do Summer Soul Festival, em janeiro de 2011.

No momento do início do show de Dionne, o público presente na Arena Anhembi ainda era pequeno. Na pista premium, por exemplo, as pessoas ocupavam apenas a área bem em frente ao palco. O fundo e as laterais estavam vazias.

O repertório foi baseado no segundo disco de Dionne, "Good for the Soul", lançado no ano passado e, como a própria cantora lembrou durante o show, em fevereiro ganha edição no Brasil.

No começo da apresentação, a cantora parecia um pouco travada, mas depois da terceira música começou a se soltar. Conversou bastante com o público (chegou a agradecer pelo sol, dizendo que estava com medo de cantar debaixo de chuva), arriscou alguns passos de dança com seus dois dançarinos e, no final, saiu bastante aplaudida.

Vinte minutos após Dionne deixar o palco, foi a vez de Rox iniciar seu show. Bastou ela começar a cantar para ficar evidente que a decisão de colocá-la para se apresentar depois foi acertada. Por mais que a afilhada de Amy Winehouse seja talentosa e simpática, Rox está em outro nível.

Em entrevista ao iG na semana passada , a cantora disse que estava apavorada com a ideia de cantar diante do público brasileiro. Mas, se realmente estava, não aparentou. Apareceu usando um sensual vestido azul e, durante 40 minutos de show, deu uma aula de pop, soul, trip hop e até reggae - tudo com uma voz impecável.

Uma das canções mais aplaudidas foi "My Baby Left Me". "Na semana passada, dei algumas entrevistas para jornalistas brasileiros e um deles me contou que essa canção esteve na trilha sonora de uma novela. Então vocês devem conhecê-la. Se não conhecem, finjam que conhecem", disse, antes de cantar.

    Leia tudo sobre: Dionne Bromfieldfestival Summer Soulmúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG