Dinosaur Jr. encerra turnê brasileira em São Paulo

Figura-chave do indie norte-americano, banda faz dois shows esgotados

Marco Tomazzoni, iG São Paulo |

Divulgação
Dinosaur Jr: Lou Barlow, J. Mascis e Murph
O rótulo pode ser figurinha fácil por aí, mas se alguém merece ser chamado de "pai do indie", um bom candidato é o Dinosaur Jr. Pela primeira vez no Brasil, o grupo norte-americano já passou por Recife e Salvador, dentro do Festival No Ar Coquetel Molotov, e termina sua viagem pelo país no Comitê Club, em São Paulo, com shows nesta terça (28) e quarta, já com ingressos esgotados. Pode não ser o ideal, mas uma apresentação acústica, de graça e ao livre, hoje à tarde, vai servir de consolo para quem não garantiu seu lugar.

Formado em 1983, o trio tinha o cabeludo J Mascis na guitarra e vocais, Lou Barlow no baixo – os dois haviam sido colegas de escola – e Murph na bateria. Apesar do sucesso comercial só chegar uma década depois, a banda ajudou a definir a sonoridade da próxima geração. Antes de Seattle assolar a cena nos anos 1990 com Pearl Jam, Nirvana e Mudhoney, Mascis já fazia essa turma toda bater pezinho com guitarras distorcidas no volume máximo. Grosso modo, uma espécie de Neil Young adolescente que acaba de descobrir o punk. Gritos raivosos conviviam no mesmo disco com vocais melodiosos, esganiçados e por isso mesmo sinceros. Amor, revolta e melancolia na base de tudo.

"You're Living All Over Me" (1987) e "Bug" (1988) fizeram a fama do grupo e catapultaram Barlow para longe, mais precisamente dentro do Sebadoh, banda que também criou seu próprio séquito. Principal compositor, Mascis, é bom dizer, não era um cara muito fácil. A parceria com Murph durou mais três discos, "Green Mind" (1991), "Where You Been" (1993) e "Without a Sound" (1994), justamente a fase em que o Dinosaur Jr. refinou seu som, foi descoberto pela MTV e as vendas aconteceram.

Separado em 1997, o grupo só voltou uma década depois, agora em sua formação original. Mascis continuava o mesmo, melancólico e cabeludo como sempre. Podia ser só um retorno caça-níqueis, se eles não tivessem gravado material novo, com fôlego de quem nem parecia ter parado. "Beyond" (2007) ganhou críticas saudosistas e entusiasmadas, assim como "Farm", do ano passado, que seria a base da turnê atual. Seria, porque o trio, ciente da ânsia dos brasileiros, tem tocado ao vivo sucessos como "Feel the Pain", "The Wagon" e "Just Like Heaven", cover sensacional do The Cure. Espere muito barulho, já que Mascis viaja com uma assustadora parede de amplificadores.

Como não há mais ingressos para os shows no Comitê, os fãs provaram sua força lotando ontem, numa noite chuvosa, o Espaço +Soma, na capital paulista, onde Barlow fez uma apresentação de sua carreira solo, acompanhado apenas por sua voz e violão. A fórmula deve ser mais ou menos a mesma hoje à tarde, quando a banda faz um show acústico no Adidas Skateboarding Demo, na Praça Marechal Cordeiro Faria, entre as 14h e 17h.

Serviço – Dinosaur Jr. em São Paulo
28 e 29 de setembro de 2010 (terça e quarta), às 23h
Comitê Club (Rua Augusta, 609)
Ingressos: R$ 80 (esgotados)
Informações: (11) 3237-3068

    Leia tudo sobre: dinosaur jrcomitêcoquetel molotov

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG