De Sandy a Michael Jackson, música desenvolve talentos precoces

Cantora iniciou carreira aos nove anos; hoje com 28, ela inicia nova turnê

iG São Paulo |

Sandy estreia hoje e amanhã, no Citibank Hall, em São Paulo , a turnê de seu primeiro disco solo, "Manuscrito". Caso raro de sucesso infantil que deu certo, a cantora estreou na música aos 9 anos, ao lado do irmão, Junior, com quem manteve uma dupla por 17 anos e gravou 16 álbuns.

A filha de Xororó não é um caso exclusivo de como oportunidade, talento precoce e vozes agudas podem se converter e milhões de discos vendidos. Conheça outros exemplos de astros mirins que deram certo.

Divulgação
Michael Jackson: o maior astro infantil
Michael Jackson
Considerado o maior astro infantil de todos os tempos, o talento de Michael Jackson quando criança chegava a assustar. Estrela inconteste e principal voz dos Jackson 5, grupo que fundou ao lado dos irmãos, Michael tinha oito anos quando começou a viajar com a banda. O primeiro álbum, "Diana Ross Presents the Jackson 5", de 1969, tinha o hit "I Want You Back". Na sequência, vieram "ABC, "I'll Be There" e outros clássicos. O primeiro disco solo, "Ben", é de 1972, quando Michael tinha 13 anos e já era estrela mundial.


Divulgação
"Little" Stevie Wonder: prodígio ao vivo
Stevie Wonder
Cego de nascença, Stevland Hardaway Judkins se aproximou da música muito cedo. Além de cantar na igreja, aprendeu a tocar piano, bateria, baixo e gaita de boca. Com o nome artístico de Little Stevie Wonder (o pequeno Stevie Wonder), lançou o primeiro álbum, "The Jazz Soul of Little Stevie", aos 12 anos, em 1962. O sucesso chegaria no seguinte, principalmente por suas apresentações ao vivo, consideradas incendiárias para um menino prodígio.


Divulgação
Hanson: febre de "MMMBop"
Hanson
O trio de irmãos pegou o mundo pop de assalto na década de 1990. Isaac (guitarra), Taylor (teclados) e Zac (bateria) começaram tocando piano, mas depois mudaram de instrumentos para montar uma banda na garagem de casa, batizada com o sobrenome da família. No início, eram só covers de clássicos do rock dos anos 1950, que depois deram origem a dois álbuns independentes. Em 1997, foi lançado "Middle of Nowhere", estreia por uma grande gravadora. Na época, Isaac tinha 17 anos, Taylor, 14, e Zac, 12 anos. O disco gerou um punhado de hits, o maior deles "MMMBop", verdadeira febre.

Divulgação
Detalhe da capa do LP de Jordy
Jordy
Se alguém pode ser considerado um fenômeno precoce, esse é Jordy. O menino francês tinha quatro anos e meio quando atingiu o primeiro lugar das paradas com a música "Dur dur d'être bébé!" (é duro ser um bebê) em 1992. Por conta disso, está até hoje no Livro dos Recordes como artista mais jovem a atingir a primeira posição. Bem-recebido na Europa, América do Sul e Japão, o disco "Pochette Surprise" virou sucesso nas pistas. No Brasil, sua canção mais conhecida é "Alison". Em 2009, aos 21 anos, ganhou um processo de quase 1 milhão de euros da gravadora Sony por direitos autorais.


Divulgação
A dupla na capa do segundo álbum
Simony e Jairzinho
Como a maioria absoluta das crianças que fizeram sucesso na música no Brasil, a dupla começou apresentando um programa infantil, "A Turma do Balão Mágico". Simony entrou para o grupo em 1982, aos 6 anos, e Jairzinho em 1984, aos nove. O grupo vendeu cerca de 10 milhões de cópias no país, com cinco álbuns. Em 1987, os dois gravaram um disco juntos, "Jairzinho & Simony", relançado no ano seguinte em espanhol. A cantora ganhou seu primeiro LP solo, "Sonhando Acordada" (1989), aos 14 anos. Jairzinho demorou bem mais: só em 2000, com "Dis'ritmia", agora já com o nome de Jair Oliveira.

Divulgação
Detalhe da capa do álbum "Björk", de 77
Björk
Antes de se juntar ao Sugarcubes e depois seguir numa carreira solo aclamada por público e crítica, a islandesa Björk foi um pequeno sucesso infantil. Aos 12 anos, foi cantar numa rádio local e recebeu o convite para gravar um álbum. Aceitou e, um anos depois, apareceu "Björk" (1977). Além de regrações em islandês de Beatles ("Fool on the Hill") e Stevie Wonder ("Your Kiss Is Sweet"), o disco tinha até composições próprias. Apesar de novos convites, um segundo álbum solo só apareceria 16 anos depois, "Debut".

Divulgação
Willow Smith: dois singles de sucesso
Willow Smith
A filha dos atores Will Smith e Jada Pinkett Smith é o caso mais recente de sucesso precoce, agora auxiliado pelo hype da internet. No ano passado, aos 10 anos, a menina lançou o single "Whip My Hair", mistura de dance e hip hop que pegou nas paradas da Europa – ficou em segundo lugar na Grã-Bretanha – e chegou à 11ª posição nos Estados Unidos. A música era a prévia de um primeiro álbum, ainda inédito, e foi seguido por "21st Century Girl", lançado em 2011.

    Leia tudo sobre: músicasandywillow smithmichael jacksonstevie wonder

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG