Começa seleção do júri para julgamento de médico de Jackson

Juiz e advogados precisam escolher 12 jurados entre grupo de 160 pessoas

Reuters |

O julgamento do médico de Michael Jackson, Conrad Murray, por homicídio culposo (sem intenção de matar) deve durar por volta de dois meses, disse um juiz na quinta-feira, 24, quando teve início a seleção dos jurados que vão atuar no caso, que foca as últimas horas de vida do cantor de "Thriller."

O juiz Michael Pastor, da Corte Superior de Los Angeles, disse que, com os argumentos iniciais no julgamento do médico tendo sido marcados para 9 de maio, a data-alvo para concluir o julgamento é 1º de julho.

Murray foi o médico pessoal do Rei do Pop e estava na casa de cantor em Los Angeles quando Jackson morreu, em junho de 2009. Ele é acusado de ter dado ao astro uma dose fatal do poderoso analgésico propofol para ajudá-lo a dormir. Murray se disse inocente da acusação, e a expectativa é de que seus advogados aleguem que Michael Jackson se deu a droga sozinho.

O juiz e os advogados das duas partes precisam escolher 12 jurados de um grupo de 160 pessoas convocadas ao tribunal na quinta-feira e que receberam um questionário de 27 páginas para preencher. As perguntas do questionário não foram divulgadas.

O juiz pretende até 4 de maio reduzir o grupo para menos de cem pessoas. Nesse dia, os advogados os interrogação em sessão aberta do tribunal. Murray compareceu ao tribunal na quinta-feira trajando terno preto e gravata colorida.

    Leia tudo sobre: michael jacksonjulgamentoconrad murray

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG