Em quinto álbum, banda arrisca para enfrentar competição com Adele e Justin Bieber

Você pode não entender o título do novo álbum do Coldplay nem saber pronunciá-lo, mas os fãs terão que se acostumar com "Mylo Xyloto", nova investida da banda nas paradas mundiais.

Coldplay em show no Rock in Rio
Vivian Fernandez
Coldplay em show no Rock in Rio
O quinto álbum gravado em estúdio pelo quarteto inglês chega às lojas britânicas na segunda-feira (24) e nas norte-americanas na terça (25). A maioria das críticas iniciais para o disco é positiva, que foi produzido e mixado por Brian Eno.

Siga o iG Cultura no Twitter

Segundo as primeiras opiniões, "Mylo Xyloto" traz o mesmo som do Coldplay de antes. Neil McCormick, do Daily Telegraph, descreveu o álbum como "irresistível", mas expressou reservas, compartilhadas por Alexis Petridis do Guardian, sobre a falta de profundidade nas letras e músicas.

A julgar por declarações dadas durante uma enxurrada de entrevistas para divulgar o álbum, o Coldplay gostaria de receber mais carinho, algo estranho em vista do sucesso da banda.

Seu último disco, "Viva La Vida or Death and All His Friends", foi lançado em 2008 e tornou-se campeão de vendas daquele ano, com 6,8 milhões de cópias. O anterior, "X & Y", conseguiu o mesmo feito em 2005, vendendo 8,3 milhões de cópias em todo o mundo.

Mas isso não tem protegido a banda de críticas, geralmente voltadas a sua imagem certinha "de classe média". Sua música também é vista por alguns como "insossa" e "superficial como o Radiohead".

O guitarrista Joe Satriani processou a banda, alegando que o premiado "Viva La Vida" continha elementos de sua criação "If I Could Fly". Consta que as duas partes teriam chegado a um acordo extrajudicial no final de 2009.

O vocalista Chris Martin disse ao tablóide The Sun: "...isso nos fez recomeçar do zero. Tantas pessoas já tinham opinião formada a nosso respeito que não tínhamos nada a perder".

A banda percebeu também que para que pudesse voltar a liderar as paradas precisava enfrentar a competição não apenas de "bandas de estádio" como o U2, mas da sensação teen Justin Bieber e da cantora inglesa Adele.

"Agora temos que competir com Justin Bieber e Adele, e eles são bem mais jovens", comentou Chris Martin, de 34 anos, que é casado com a atriz de Hollywood Gwyneth Paltrow.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.