James Gray não acredita que nova carreira seja apenas um golpe publicitário

James Gray, diretor do filme "Two Lovers" (ainda sem tradução), aproveitou uma entrevista ao jornal The Times para criticar o "circo" que a mídia americana tem feito por causa da mudança de carreira do ator Joaquin Phoenix, que foi chamado por ele de "palhaço".

O cineasta, que já havia trabalhado com Phoenix em "Caminho Sem Volta" e "Os Donos da Noite", disse que durante as filmagens de "Two Lovers" o ator ficava dizendo "estou cansado, não quero mais atuar; tenho feito isso nos últimos 30 anos e não aguento mais."

"Na época eu pensei que ele estava apenas cansado", contou Gray. "Mas eu devo confessar que eu vi o estúdio de gravação que Joaquin construiu em sua casa. E se isso for um golpe de marketing, é o mais elaborado que já vi."

Para os desavisados, o ator indicado ao Oscar Joaquin Phoenix anunciou que não voltaria a atuar para se dedicar a sua nova carreira de rapper. Até agora o novo músico fez duas apresentações catastróficas, caindo do palco na primeira e lutando com um fã na segunda.

Além da mudança radical, o fato de todos os passos de Phoenix serem filmados pelo seu cunhado, o também ator Casey Affleck, levantou a suspeita de que tudo não passa de uma brincadeira, um golpe de marketing muito bem montado por ambos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.