Chris Brown é condenado a trabalho comunitário

Chris Brown declarou-se culpado da acusação de agressão

Redação iG Música |

Chris Brown declarou-se culpado da acusação de agressão e, em um acordo, foi condenado a cinco anos de liberdade condicional e 180 dias de trabalho comunitário. O julgamento do cantor, acusado de agredir sua então namorada Rihanna em fevereiro deste ano, deveria ter começado nesta segunda-feira com o depoimento da cantora.

Segundo o site da revista People, Brown, que tem 20 anos, deverá permanecer a uma distância mínima de 50 metros de Rihanna, exceto em eventos especiais. Caso quebre as regras de sua condicional, o cantor poderá ser condenado a quatro anos de prisão.

Rihanna comparece a audiência de Chris Brown

A juíza que proferiu a sentença declarou que Brown deverá também se submeter a um programa de duas semanas sobre violência doméstica.

Chris Brown enfrentava duas acusações: agressão e ameaça. A briga entre o casal aconteceu na madrugada do dia 08 de fevereiro depois de uma festa pré-Grammy em Los Angeles e teria começado após Rihanna encontrar mensagens de outra mulher no celular do cantor. Brown teria tentado tirar a namorada de seu carro, batido sua cabeça contra o painel do automóvel e o vidro do passageiro, além de bater repetidas vezes em seu rosto.

Rihanna procurou a polícia e foi encaminhada a um hospital. Uma foto de seu rosto logo após a agressão vazou durante a investigação e foi reproduzida em toda a imprensa. Rihanna compareceu ao tribunal no início desta tarde antes de ser informada sobre o acordo e, segundo seu advogado, ela estava disposta a testemunhar.

    Leia tudo sobre: chris brownrihanna

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG