Bob Dylan faz história e se apresenta pela primeira vez na China

Músico só se dirigiu uma vez ao público, que não conseguia acompanhar suas letras; o iG conta como foi o show

Piero Locatelli, especial para o iG, de Pequim |

Quase cinquenta anos depois de fazer seu show de estreia em Nova York, Bob Dylan se apresentou pela primeira vez na China, nesta quarta-feira em Pequim. O músico havia sido impedido de tocar no país em 2010, mas conseguiu a autorização para realizar as apresentações comemorativas do aniversário do seu primeiro show importante, realizado em 11 de abril de 1961. A turnê continuará pela cidade chinesa de Shanghai e por Hong Kong. Em seguida, o artista tocará pela primeira vez no Vietnã.

Apesar da relevância do show, Dylan manteve-se dentro de seus padrões. Falou somente uma vez com o público, no momento em que apresentou sua banda rapidamente. O show também não tinha nenhum cenário e não haviam telões.

O norte-americano abriu a apresentação nos teclados com "Gonna Change My Way of Thinking". A música, pouco conhecida do público, foi gravada em 1979 quando ele havia se convertido ao cristianismo. Em seguida, empunhou sua guitarra para tocar o clássico "It’s All Over Now, Baby Blue" em uma versão mais rápida do que a original.

A banda de Dylan agiu como de costume e mudou a execução de suas músicas antigas, o que impedia o público formado por chineses (maioria) e estrangeiros de cantar junto. Em músicas como "Highway 61 Revisited", Dylan trocou versos e os cantava em velocidades diferentes. Restava ao público aplaudir e bater palmas no ritmo da música.

AFP
O show de Bob Dylan em publicações chinesas
O set list de Dylan foi aprovado com antecedência pelo Ministério da Cultura chinês. A atitude deve ser tomada por artistas estrangeiros desde que Bjork falou a favor da independência do Tibete em um show em Shanghai em 2008. Mesmo com esse cuidado, segundo o jornal britânico "Telegraph", as autoridades chinesas compraram 2 mil ingressos do total de 18 mil para monitorar o show, realizado no Ginásio do Trabalhador - construído originalmente em 1961 para abrigar o campeonato mundial de tênis de mesa. Enquanto isso, o aclamado artista chinês Ai Weiwei foi preso quando tentava sair do país e tem seu paradeiro desconhecido.

O repertório de Dylan não conteve suas maiores músicas de protesto. "Masters of War", "The Times They Are A-Changin’" e "Blowin in the Wind" foram deixadas de lado.

O mais próximo que Dylan chegou delas foi ao tocar "A Hard Rain's a-Gonna Fall" - canção que é lida por muitos como uma referência a armas nucleares, mas que Dylan insiste ser somente sobre uma chuva.

Apesar das restrições do set list e da postura introspectiva de Dylan, o público foi muito receptivo ao final da apresentação de 17 músicas e quase duas horas.

O primeiro bis teve "Like a Rolling Stone" e "All Along the Watchtower", a última tocada em uma versão longa com três guitarras. Nesse momento, a maioria do público se levantou de suas cadeiras pela primeira vez.

No segundo bis, Dylan tocou "Forever Young". Um mês antes de completar 70 anos, o artista tocou sua música em que proclama querer ser jovem para sempre e foi ovacionado na sua saída do palco.

Lugares vazios

Apesar da longa espera para ver Dylan, os ingressos não foram todos vendidos. O ginásio estava com lugares vazios na apresentação e a bilheteria oficial ainda tinha ingressos para três setores à venda na entrada do show.

Os preços variavam entre 280 yuans (R$ 70) até 1280 yuans (R$ 320) - mais baratos do que os pagos pelos brasileiros para ver o músico em 2008, com entradas que chegavam a R$ 900. Mesmo com ingressos ainda à venda oficialmente, cambistas tentavam repassar tíquetes quatro vezes mais caros do que o preço nominal na estação de metrô localizada a cerca de 500 metros do ginásio.

Set list
"Gonna Change My Way of Thinking"
"It's All Over Now, Baby Blue"
"Beyond Here Lies Nothin'"
"Tangled Up In Blue"
"Honest with Me"
"Simple Twist of Fate"
"Tweedle Dee & Tweedle Dum"
"Love Sick"
"Rollin' And Tumblin'"
"A Hard Rain's A-Gonna Fall"
"Highway 61 Revisited"
"Spirit on the Water"
"Thunder on the Mountain"
"Ballad of a Thin Man"

1º bis
"Like a Rolling Stone"
"All Along the Watchtower"

2º bis
"Forever Young"

    Leia tudo sobre: Bob Dylanmúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG