Banda britânica Stone Roses anuncia volta

Grupo vai fazer turnê mundial e deve gravar novas canções

Reuters |

Os roqueiros The Stone Roses, de Manchester, que foram alçados à fama no final dos anos 1980 antes de sumir com quase a mesma rapidez uma década depois, reuniram-se para iniciar uma turnê mundial que começará na cidade deles em junho do ano que vem.

O álbum de estreia do quarteto, lançado em 1989, é considerado um dos maiores discos já produzidos pelo rock britânico.

Getty Images
John Squire, Mani, Ian Brown e Reni, do Stone Roses, em anúncio da volta da banda

Eles lançaram apenas um outro álbum de estúdio, o "Second Coming", em 1994. O vocalista Ian Brown, porém, indicou que é possível que um terceiro seja produzido.

"Esperamos que sim, mas dissemos isso antes, não?", disse ele em uma entrevista coletiva em Londres na terça-feira.

Questionado sobre por que a banda se refazia 15 anos depois da separação, Brown respondeu: "Porque acho que somos ótimos e acho que ainda temos algo a dar às pessoas, e acho que em tempos como este podemos animar as pessoas".

A turnê começa em 29 de junho de 2012, com as duas primeiras apresentações no Heaton Park, de Manchester. Mais detalhes ainda vão ser divulgados.

O grupo reformado contará com o que a maioria das pessoas considera o quarteto principal - o vocalista Brown, o guitarrista John Squire, o baixista Gary "Mani" Mounfield e o baterista Alan "Reni" Wren.

Todos os quatro estavam na coletiva, encerrando meses de especulação de que haveria mudança.

No começo do ano, porém, Squire havia jogado água fria na ideia e disse à revista de música NME: "Quando é apenas uma reunião para um grande pagamento e todo mundo tira suas roupas antigas, isso me parece trágico."

Leia também: Noel Gallagher libera audição de músicas de seu primeiro disco

Buscando explicar sua mudança de opinião, ele disse a jornalistas: "Tudo mudou quando eu e o Ian começamos a nos ver de novo. Foi surreal. Passamos de chorar e rir sobre os velhos tempos até escrever canções. Acho que de certa forma é uma amizade que nos define e precisava de um arranjo e, dois telefonemas depois, a banda já não estava morta."

O fator que impulsionou a reunião dos músicos foi o funeral da mãe de Mani, contou ele. "Coisas bonitas vieram de uma situação realmente triste", afirmou o baixista, que terá de parar de tocar com o Primal Scream por um tempo.

    Leia tudo sobre: músicaStone Roses

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG